Prefeito inaugura  a restauração da Estação Ferroviária de Goiânia, um dos marcos da construção de Goiânia e símbolo d arquitetônico e urbanístico Art Déco da capital.

A restauração foi realizada com recursos do PAC Cidades Históricas, programa do Governo Federal instituífo nos governos dos presidentes Lula e Dilma.

A obra foi conduzida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com a Prefeitura de Goiânia. Além do prefeito Iris, participam da solenidade representantes dos governos Federal e Estadual e do Iphan.

Todo o prédio passou por obras, incuindo a recuperação de toda a estrutura, como pisos e cobertura, além de nova pintura. O local também recebeu novas instalações e disposição dos espaços. Três elementos simbólicos da Estação ganharam destaque: a locomotiva, conhecida como Maria Fumaça, toda restaurada, foi realocada na plataforma de embarque para acesso e conhecimento do público; o tradicional relógio da torre foi recuperado e os dois painéis de Frei Confaloni, com os afrescos originais, um marco das artes plásticas em Goiás, foram restaurados.

A obra permitiu a requalificação urbana de uma área ao redor da Estação Ferroviária, na Praça do Trabalhador, que recebeu pavimentação, novo paisagismo, iluminação e mobiliário, criando mais um espaço de convivência para a população.

“A Estação Ferroviária volta a ser um espaço vivo e ativo para a população”, ressalta o prefeito Iris Rezende. “Estamos muito satisfeitos com essa restauração, esse belo trabalho em um dos mais valiosos itens do patrimônio cultural de Goiânia’, completa o prefeito.

Nova função
O prédio recebe da Prefeitura de Goiânia uma unidade da Atende Fácil, posto da Guarda Civil, galeria de artes e um Centro de Atendimento ao Turista. Objetivo é transformar o local em um centro de convivência.