O prefeito de Goiânia, Iris Rezende, assinou ontem terça-feira (18/2) no salão nobre do Paço, o contrato com a Universidade Federal de Goiás (UFG) para a realização de concurso público com a previsão de 1.631 vagas.

O objetivo é atender à demanda por servidores públicos em órgãos como Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), Educação (SME), Saúde (SMS) e Guarda Civil Metropolitana (GCM).

“Antes, apenas quem era da elite assumia funções no serviço público. O sistema evoluiu e hoje as pessoas motivadas e que estudam, principalmente os jovens, podem competir de igual para igual. Senti as injustiças do passado e vejo hoje grandes avanços na área. Vamos enriquecer Goiânia com servidores capacitados”, disse o prefeito Iris Rezende.

O reitor da UFG, professor Edward Madureira, instituição responsável pela realização do certame, observou que a Universidade fará um concurso de alto nível. “Esta é mais uma parceria com a Prefeitura de Goiânia que avança no sentido de prestar serviços de qualidade em áreas essenciais como saúde e educação”.

De acordo com o secretário de Administração (SEMAD), Agenor Mariano, o concurso é uma necessidade da Prefeitura, que passou por ajustes financeiros nos últimos anos e agora tem condições de realizar a seleção.  “As secretarias com mais vagas neste certame serão Educação, Saúde e Assistência Social, Além da Guarda Civil Metropolitana”.

Segundo Mariano, novos CMEI’s, novas unidades de saúde e os centros de assistência social precisam de servidores. “A prioridade é para aquelas funções que lidam com atendimento direto a população de Goiânia”.

O presidente da Câmara Municipal, Romário Policarpo, enalteceu o prefeito Iris Rezende observando que a Prefeitura acerta em realizar o concurso ao valorizar o servidor público. “Só estou aqui porque fiz concurso público em 2005 e de lá pra cá me dediquei e passei a tomar gosto por defender os interesses coletivos da população”.