Em entrevista à Folha,Joseph Bernhard Mark Mobius, que coordena fundos de investimentos de bilhões de dólares, diz que um possível retorno de Lula a presidência ébem  isto pelo mercado.

Com décadas de experiência em mercados emergentes, o investidor Joseph Bernhard Mark Mobius já visitou 112 países e viajou mais de 1 milhão de milhas (cerca de 1,6 milhão de quilômetros) para encontrar, por todo o mundo, empresas subvalorizadas e comprar as ações dessas companhias antes de outros investidores.

Mobius já gerenciou cerca de US$ 50 bilhões de ativos e investiu em mais de 5 mil empresas. Atualmente, é sócio fundador da Mobius Capital Partners.

 

Visto como  o “guru dos mercados emergentes”, Mobius  diz que uma eventual volta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não apenas será boa para os mercados, como também poderá fazer o Brasil voltar a crescer.

“Podemos esperar que, como no passado, ele se envolverá em grandes repasses do governo aos pobres e em grandes projetos de infraestrutura agora que os preços das commodities estão se recuperando. Isso poderia dar um grande impulso à economia”, disse ele, em entrevista ao jornalista Luís Barrucho, na Folha de S. Paulo.

“Provavelmente, a coisa mais legal que você pode dizer sobre Lula é que ele é ‘um homem do povo’ –uma representação dos segmentos de renda média e baixa da sociedade mais do que Bolsonaro. Essa popularidade entre os grupos de renda média e baixa pode resultar no aproveitamento de mais crescimento por meio de políticas que os favoreçam”, disse ainda Mobius.