Mais uma vez o Ibope não publicou a pesquisa espontânea sobre a eleição em Goiânia.

Evolução

Em relação ao levantamento anterior do Ibope, de 2 de outubro:

  • Maguito Vilela foi de 20% para 28%;
  • Vanderlan Cardoso foi de 21% para 27%;
  • Delegada Adriana Accorsi se manteve com 11%;
  • Elias Vaz se manteve com 5%;
  • Alysson Lima foi de 6% para 4%;
  • Major Araújo foi de 4% para 3%;
  • Virmondes Cruvinel foi de 1% para 2%;
  • Dra. Cristina Lopes foi de 3% para 1%;
  • Gustavo Gayer se manteve com 1%;
  • Samuel Almeida se manteve com 1%;
  • Fábio Junior foi de 2% para 0%;
  • Antônio Vieira Neto foi de 1% para 0%;
  • Cristiano Cunha foi de 1% para 0%;
  • Talles Barreto foi de 1% para 0%;
  • Vinícius Gomes se manteve com 0%;
  • Manu Jacob não foi citada na primeira pesquisa e foi para 0% ;
  • Os brancos e nulos foram de 13% para 9%;
  • Os indecisos foram de 9% para 7%.

 

Rejeição

A pesquisa também perguntou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Os percentuais foram os seguintes:

  • Major Araújo: 24%
  • Delegada Adriana Accorsi: 18%
  • Maguito Vilela: 16%
  • Elias Vaz: 14%
  • Vanderlan Cardoso: 11%
  • Alysson Lima: 10%
  • Manu Jacob: 10%
  • Samuel Almeida: 9%
  • Virmondes Cruvinel: 9%
  • Fábio Junior: 8%
  • Talles Barreto: 8%
  • Cristiano Cunha: 7%
  • Gustavo Gayer: 7%
  • Antônio Vieira Neto: 6%
  • Vinícius Gomes: 6%
  • Dra. Cristina Lopes: 6%
  • Poderiam votar em todos: 7%
  • Não sabem ou preferem não opinar: 15%

 

Sobre a pesquisa

  • Pesquisa encomendada pela TV Anhanguera
  • Margem de erro: 4 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Quem foi ouvido: 602 eleitores da cidade de Goiânia
  • Quando a pesquisa foi feita: entre 19 e 21 de outubro de 2020
  • Número de identificação na Justiça Eleitoral: Nº GO-07340/2020
  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.