Senado e Câmara debatem projetos para criminalizar pessoas, instituições,  empresas e partidos que divulgsm notícias falsas na internet.

Pesquisa realizada pelo IBOPE Inteligência a pedido da ONG Avazz, entre os dias 28 e 30 de maio, divulgada na manhã desta terça-feira (2), revela que 90% dos brasileiros que possuem título de eleitor apoiam a regulamentação de redes sociais para combater a propagação de fake news. A informação é do portal G1.

Os entrevistados pelo Ibope responderam que a legislação sobre o tema deveria incluir os seguintes pontos:

  • correções de verificadores de fatos independentes (para 81%);
  • rotulagem de “robôs” (para 76%);
  • transparência em anúncios e postagens pagas (para 71%);
  • e remoção de contas falsas, com exceção de pseudônimos por segurança ou contas humorísticas (para 71%).

“Normalmente, o tema da desinformação é permeado por extremos políticos, mas essa pesquisa mostra que – sejam de direita ou de esquerda – nove em cada dez brasileiros querem uma lei que proteja nossa sociedade da desinformação”, afirmou a coordenadora de campanhas da Avaaz, Laura Moraes.

Leia mais no G1:

https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/06/02/90percent-dos-eleitores-brasileiros-apoiam-regulamentacao-de-redes-sociais-para-combater-fake-news-diz-pesquisa-ibope.ghtml