Intérprete inventiva, multifacetada, integrante da vanguarda estética de Goiânia, é dona de uma voz aveludada: a convidada especial do projeto cult ‘Casablanca Sessão Seis e Meia’, na rua 3, no centro de Goiânia.

 

Renato Dias

 A intérprete inventiva, multifacetada, integrante da vanguarda estética de Goiânia, Marly Pra­tes, proprietária de uma voz aveludada, é a convidada especial do ‘Projeto Casablanca Sessão Seis e Meia’, neste sábado, 18h30, no point gastronômico e cultural Casablanca, ao lado do Teatro Goiânia.

A pro­du­ção-executiva é assinada tanto por Itamar Correia Viana Filho quanto por Marrom Fernandes.  O endereço do espaço artístico é Rua 3, número 1.239, Centro, Goiânia.

Marly Prates será acompanhada pelos instrumentistas Osvaldinho Guitar Man, Gustavo Lopes, bateria e Marron Fernandes, contrabaixo. [É o que informa Itamar Correia]

Repertório eclético

O seu repertório é eclético. Uma janela que inclui variedades de estilos musicais. Como o rock´n roll, o pop, reggae, soul, hip-hop, blues e até o jazz. A cantora cultuada no circuito underground e no mercado do Centro-Oeste do Brasil é um ícone da descolada e badalada Banda Ciclone. Ela promete um espetáculo dançante. Do balacobaco, diz. “Para encher a casa”.