Prefeito anunciou o professor Vanderlan Renovado como novo titular da pasta do ensino e confirmou ao governo do Estado aumento da fiscalização intensificar o combate ao coronavírus na região metropolitana.

Ex-vereador em Goiânia, o professor Wanderlan Renovato, 61, é o novo secretário de Educação em Aparecida de Goiania. Renovato foi auxiliar da secretária Raquel Teixeira na Secretaria de Educação de Goiás durante os dois primeiros governos de Marconi Perillo. Com 40 anos de formação, é graduado em História pela Universidade Federal de Goiás, e reúne qualidades técnicas e políticas para o cargo.

O prefeito Gustavo Mendanha deu posse ao novo secretário de Educação, Cultura e Turismo de Aparecida de Goiânia em cerimônia realizada no Espaço Multiuso na Cidade Administrativa. Desde o afastamento da então secretária Valéria Pettersen, por conta do período eleitoral, a pasta vinha sendo comandada interinamente pela advogada Sharon Soltak Chiarelli, atual gestora municipal do Fundeb, e agora passa a ser comandada pelo professor Wanderlan Renovato.

A nomeação de Renovato tem o apoio do senador Vanderlan Cardoso (PSD). Durante a campanha para prefeito de Goiânia em 2016, o ex-vereador foi um dos seus principais apoiadores. O novo secretário agradeceu o referendo de de Vanderlan ao seu nome e disse que não irá decepcionar o prefeito Gustavo Mendanha (MDB) e os aparecidenses. Ele revela que tem conhecimento do desafio de  comandar a rede municipal de ensino que atende cerca de 48 mil alunos, conta com 114 unidades escolares, entre instituições próprias e conveniadas.

“Venho para somar a um trabalho já excelente. Conheço todos os caminhos da educação e tenha certeza de que eu vou dedicar 24 horas a esse trabalho, para que a educação em Aparecida fique melhor e que nesse período de pandemia nossos alunos continuem estudando com qualidade”, destacou.

A solenidade de posse do novo secretário da Educação contou com um número restrito de público por conta do período de isolamento social em prevenção à Covid-19. Estiveram presentes ao atoo prefeito Gustavo Mendanha, o deputado federal Professor Alcides Ribeiro e o senador da república Vanderlan Cardoso.

Também presenciaram a solenidade de posse, os secretários da gestão municipal André Rosa (Fazenda), Tatá Teixeira (Articulação Política), Cláudio Everson (Meio Ambiente), Márcia Tinoco (Trabalho) e Carlos Moreira (Administração); além dos vereadores Erivelton Contador e Isaac Martins, e a ex-secretária de Educação Valéria Pettersen, que se desincompatibilizou do cargo em 30 de março deste ano, e da interina da pasta, Sharon Soltak. Todos mantiveram distância um do outro e usaram máscaras protetivas.

No ato de posse, o deputado federal Professor Alcides Ribeiro considerou o dia marcante ao ter um professor assumindo a Educação de Aparecida. Ele destacou os desafios e as responsabilidades do novo secretário à frente da pasta e o reafirmou seu compromisso a gestão de Gustavo Mendanha.

“Continuarei um apoiador em Brasília das iniciativas que busquem a aplicação de recursos públicos na Educação de Aparecida e desejo que o professor Wanderlan Renovato faça uma gestão exitosa à frente desta pasta”, acentuou.

O senador Vanderlan Cardoso, frisa que “o novo secretário vai ter uma dura batalha pela frente para superar o que já foi feito”, e que, por isso, terá muito a contribuir não apenas com a gestão de Gustavo Mendanha, mas com todo o município.

O encerramento da solenidade ficou a cargo do prefeito Gustavo Mendanha, que enalteceu o trabalho realizado pela ex-secretária Valéria Pettersen e desejou sucesso ao novo gestor da pasta da Educação de Aparecida. “Acredito que você dará continuidade ao excelente trabalho realizado na Educação em Aparecida nos últimos 3 anos e 4 meses, ampliando projetos como a Robótica, Escola de Música, Escola de Artes e o Centro de Formação dos Profissionais da Educação”, enumerou.

Fiscalização

O prefeito Gustavo Mendanha participou de videoconferência hoje com o secretário Estadual de Saúde, Ismael Alexandrino e os prefeitos da região metropolitana: Iris Rezende, de Goiânia, , Roberto Naves de Anápolis. Eles avaliaram que é preciso reforçar o controle das medidas de prevenção à Covid-19

Reunindo 35% da população de Goiás, as cidades de Aparecida, Goiânia e Anápolis avaliam que é preciso intensificar a fiscalização das medidas de proteção contra o novo coronavírus nos comércios e nos espaços públicos para manter sob controle o combate à Covid-19.

Representando o governador Ronaldo Caiado, oAlexandrino, ouviu do prefeito Gustavo Mendanha um resumo das ações executadas pelo município para prevenção e enfrentamento ao coronavírus. No contexto do aumento na fiscalização, que é recomendado por Caiado, Gustavo pontuou que Aparecida tem hoje 400 servidores monitorando a reabertura responsável do comércio.

Mesmo depois da retomada de 84% das atividades comerciais, autorizada pelo Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus, Aparecida mantém uma taxa de isolamento social acima da média estadual. Na última quinta-feira (30/4), o grau de isolamento na cidade ficou em 41,7%, ante os 36% que a Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi) calculou na média de Goiás.

 

Testagem

Nós avançamos com muito critério e responsabilidade”, comentou Gustavo. Ele destacou, entre as medidas adotadas pelo município, a convocação de 700 profissionais da área de saúde, a abertura de 90 novos leitos para tratamento da Covid-19 no Hospital Municipal de Aparecida (Hmap), a compra de 20 respiradores para leitos também do Hmap e a aquisição de 60 termômetros de tecnologia infravermelho”, informou o prefeito, ao lado do secretário da Fazenda André Rocha

Nas últimas semanas, a Prefeitura de Aparecida aumentou a capacidade de testagem da Covid-19. De 15 testes semanais, a Secretaria Municipal de Saúde passou a fazer 300 exames a cada semana. O município chegou a testar 205 pessoas num só dia.

O secretário estadual de Saúde, Ismael Alexandrino, elogiou os cuidados que a Prefeitura de Aparecida tomou ao referendar a decisão de reabrir parte do comércio. Ele pediu ajuda de Gustavo Mendanha e dos demais prefeitos para não autorizar, neste momento, a reabertura de nenhum outro segmento que está aberto atualmente.

“Todos os três [prefeitos] foram muito felizes nas ações feitas até agora”, disse Ismael.

Ismael Alexandrino justificou o pedido aos prefeitos em virtude da queda vertiginosa no nível de isolamento social no estado, considerada a melhor alternativa para controle da curva de contágios. No último dia 30 de abril, esse índice em Goiás chegou a 31%, quase igual à média de uma situação normal, sem medidas restritivas, onde o isolamento social varia de 20% a 30%, conforme explicou o titular da Sedi, Adriano Rocha Lima.

Também participaram da videoconferência o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Lissauer Vieira; o presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-GO), Joaquim de Castro Neto; o procurador-geral do Ministério Público de Goiás (MP-GO), Aylton Vechi; o presidente do Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO); Celmar Rech; o defensor público-geral de Goiás, Domilson Rabelo; o 1º sub-defensor geral, Tiago Gregório