Obras dos eixos viários foram lançadas nesta sexta-feira (14). Prefeito diz que  melhorias servirão para conectar diversos bairros da região do Grande Garavelo e facilitar o acesso a todas regiões da cidade.

região do Grande Garavelo, em Aparecida, começa a viver uma nova era, com grandes obras viárias que colocarão a cidade no mesmo patamar, em mobilidade urbana, de grandes metrópoles como São Paulo (SP), Bogotá (Colômbia) e Nova Iorque (Estados Unidos). Essas mudanças se iniciaram com o lançamento, nesta sexta-feira (14), pelo orefeito Gustavo Mendanha (MDB), das obras de implantação de quatros eixos viários no sentido Leste-Oeste, que interligarão diversos bairros do município.

No total, serão 26 quilômetros de vias pavimentadas, duplicadas e iluminadas, e mais duas pontes e um bueiro celular.

Os detalhes sobre as obras foram apresentados hoje numa videoconferência com participação do prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha; do vice-prefeito, Veter Martins; e do secretário municipal da Fazenda, André Luis Rosa.

O evento virtual teve participação, também, do diretor representante no Brasil do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), o colombiano Jaime Holguín; do executivo-sênior do CAF para o Setor Público no Brasil, José Rafael Neto; e do vereador Rosildo (PP), que representou a Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia.

Novas avenidas

Segundo a Prefeitura de Aparecida, as obras dos eixos serão iniciadas na próxima semana. A previsão é de concluir toda a parte de infraestrutura em três anos e meio.

Os quatro novos complexos viários na região Oeste serão chamados de Eixo Leste-Oeste 01, Eixo Leste-Oeste 02, Eixo Leste-Oeste 03 e Eixo Leste-Oeste 05. No caso do Eixo Leste-Oeste 04 (ELO 04), que dá acesso ao Campus da Universidade Federal de Goiás (UFG) em Aparecida e ao Aeroporto Executivo Antares, o lançamento das obras ocorreu nesta quarta-feira (12).

Eixo Leste-Oeste 04 ligará a Avenida Santana ao novo Campus UFG Aparecida – Foto: Claudivino Antunes

O ELO-04, que possui quase 6 quilômetros de extensão, será completamente pavimentado.

Ao todo serão 93 mil metros quadrados de asfalto implantados na pista, que tem início no final da Avenida Santana e segue até a UFG. Também serão pavimentados o estacionamento e as pistas de acesso interno da Universidade. O valor dessa obra é de R$ 7,3 milhões.

“A previsão é de que as obras do acesso à UFG durem cerca de quatro meses, possibilitando fácil trajeto aos alunos da instituição educacional, além dar mobilidade aos operários que atuarão na construção do Parque Aeroportuário”, comentou o prefeito Gustavo Mendanha.

As máquinas já devem iniciar os trabalhos na próxima semana”, salientou o secretário da Fazenda, André Luis Rosa.

“Essas obras de mobilidade urbana são muito importantes para o desenvolvimento social e econômico da cidade, como um todo. É um presente que Aparecida ganha hoje. Isso trará mais valorização, e facilitará para as pessoas que moram na região do Grande Garavelo se deslocarem e se movimentarem pelo município”, sintetiza o prefeito Gustavo Mendanha.

 

Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF)

O prefeito  ressaltou o apoio e a parceria do CAF, que emprestou US$ 35 milhões ao município para  a realização dessas obras. E agradeceu à Câmara Municipal de Aparecida e ao Senado Federal, que aprovaram no ano passado a tomada do empréstimo junto àquela instituição internacional.

Representando o CAF, Jaime Holguín lembrou que esse já é o 2º empréstimo liberado pelo banco para Aparecida, a quem chamou de “grande parceira”. Holguín acrescentou: “O CAF busca ter essas parcerias de qualidade para melhorar as condições de vida da população, de modo que as cidades tenham condições de oferecer obras viárias e de comunicação que mudem a vida das pessoas”.

Economia nos recursos e mais obras em vista

As obras dos cinco eixos Leste-Oeste visam a concluir a reestruturação da Bacia do Ribeirão Santo Antônio. Na videoconferência, o secretário da Fazenda de Aparecida, André Luis Rosa, explicou que essas obras só foram possíveis após a aprovação do empréstimo junto ao CAF (cerca de R$ 135 milhões na cotação do dólar na época, outubro de 2019).

André Rosa reforçou que todos os trechos dos eixos já foram licitados. Pelo deságio nos valores nas licitações, o total investido, em reais, será de 64.824.139,00. “As obras foram licitadas em mais de R$ 70 milhões, mas conseguimos um deságio substancial no processo licitatório”, disse o gestor.

O secretário de Fazenda explicou que a Prefeitura de Aparecida já está em contato com o Banco Andino, o CAF, para “apresentar novos projetos de estruturação viária e mobilidade para poder aproveitar todo o valor do contrato inicial”.

Como representante do Poder Legislativo municipal, o vereador Rosildo pontuou que a Prefeitura de Aparecida tem investido não só em obras de infraestrutura, mas também na melhoria de áreas estratégicas, como saúde e educação. “Essa é mais uma etapa da gestão de qualidade que vemos hoje no município de Aparecida. Só temos que agradecer e continuar dando o apoio necessário na Câmara Municipal”, finalizou o parlamentar.

Conheça o perfil de cada um dos novos eixos Leste-Oeste.

Traços coloridos mostram localização dos eixos Leste-Oeste – Imagem: Google Maps

Eixo Leste-Oeste 01

Com 8,9 quilômetros, o Eixo Leste-Oeste 01 é o maior em extensão. Ele foi dividido em cinco trechos. Três deles terão obras sendo executadas já neste ano. O Eixo interliga o Jardim Maranata ao Jardim Helvécia, na divisa com Goiânia.

O trajeto parte da GO-040, passando pelas Avenidas Major Olegário, Crisólito, Missionários, seguindo pela 4ª Avenida, que corta as Avenidas Nossa Senhora Aparecida e 1ª Avenida, chegando à Avenida 28 de julho. Ele passará por bairros como Aeroporto Sul, Alto Paraíso e Goiânia Park Sul. Neste trecho será construída uma nova pista, para chegar à Avenida Presidente Vargas, no Buriti Sereno, passando pela Avenida Atlântica e entrando na Avenida Graça Aranha, que corta a Avenida Brasil, no Buriti Sereno. Por fim, chegará à Avenida Nilo Peçanha, passando então pela 1ª Radial em direção à Rua Guajupiá, no Jardim Helvécia chegando então à Avenida Rio Verde. Em todo o percurso serão implantados bueiros para melhor escoamento dos córregos.

Eixo Leste-Oeste 02

O Eixo Leste-Oeste 02, com 4,85 quilômetros de extensão, vai contemplar um pedido antigo dos moradores, que é a duplicação da Avenida Uirapuru e da Avenida 12, continuação da Avenida das Nações. Pelo projeto, cujas obras serão divididas em dois trechos, o trajeto começa pela Avenida Atlântica, no Buriti Sereno, segue na Avenida Beira Mar, no Colonial Sul, entrando na Avenida Brasil, no Jardim Veneza, e passando então para a Avenida das Nações. O Eixo chegará à Avenida 12, que será duplicada e finalizará na Uirapuru, que também terá o trecho duplicado e ampliado com a construção de uma ponte.

Eixo Leste-Oeste 03

Com 3,65 quilômetros, o Eixo Leste-Oeste 03 também será dividido em três trechos, com dois deles tendo obras iniciadas ainda neste ano. Este trajeto inicia-se pela GO-040, passando pela Primeira Avenida, no Setor Serra das Brisas, confluindo com parte do trecho do Eixo Leste-Oeste 01, e entrando na Avenida 28 de julho. Ele passará então para a Avenida C-07, no Goiânia Park Sul, cortando a Avenida C, e finalizando na Avenida Delfim Moreira, no Buriti Sereno, até chegar à Avenida Beira Mar, que faz parte do Eixo Leste-Oeste 02.

Eixo Leste-Oeste 05

O Eixo Leste-Oeste 05, com 3,05 quilômetros, parte do Anel Viário, no Buriti Sereno, passa pelas Avenidas Nossa Senhora de Fátima, Portugal e Avenida Prado Júnior, também no Buriti Sereno, acessando, então, a Avenida 12, no Parque das Nações. Assim, ele interligará os eixos 01 e 02, promovendo mais mobilidade.

O projeto ainda contemplará a construção de um bueiro em concreto armado, de cerca de 36 metros de comprimento, fazendo interligação do Polo Empresarial Goiás com o Residencial Agenor Modesto, na altura do Instituto Federal de Goiás.

Compõem ainda o programa de Reestruturação Viária da Bacia do Ribeirão Santo Antônio a construção de duas pontes, sendo uma entre os bairros Campos Elíseos e Jardim Florença. A outra ponte, sobre o córrego Poções, interligará os setores Veiga Jardim e Terra Prometida, na Avenida Francisco Veiga Jardim.

Cidade tem 4 eixos estruturantes já construídos

Além dos eixos viários no sentido leste-oeste, Aparecida já tem em funcionamento quatro eixos estruturantes na direção norte-sul, que também foram construídos com recursos próprios por meio de financiamento junto ao Banco Andino e mudaram a realidade urbana dos bairros cortados por eles, promovendo maior mobilidade e menos tráfego.

O Eixo Norte-Sul 1 (ENS-01) liga a Região Leste ao Centro. Com 13,5 quilômetros de extensão, o Eixo NS-01 conecta a região do Santa Luzia, a partir da Avenida Bela Vista e W-1, à região industrial de Aparecida, onde ficam o Polo Logístico, Distrito Industrial Municipal de Aparecida de Goiânia e o Distrito Agroindustrial, na Região Leste.

Esse complexo viário possui pista dupla, ciclovia, ciclofaixa, sete bueiros celulares e uma ponte. A via expressa desafoga o trânsito da BR-153 e serve de opção para o escoamento da produção de Aparecida, interligando o Centro do município a Goiânia.

Eixo Norte-Sul 01 ajuda a escoar a produção dos polos industriais de Aparecida – Foto: Claudivino Antunes

O Eixo Norte-Sul 03 (ENS-03) também serve de rota alternativa na ligação entre Aparecida e Goiânia. Esse complexo viário começa na Avenida Independência, na divisa do Jardim Ipiranga com o Village Garavelo, passa pelo Polo Industrial, atravessa o Córrego Santo Antônio até a Vila Maria, na margem esquerda da BR-153 (sentido Goiânia), chegando à Avenida São Paulo, na divisa com a capital.

O Eixo Norte-Sul 4 (ENS-04) é outro exemplo de eficiência logística dos complexos viários de Aparecida. Essa via expressa liga o Anel Viário/BR-060, na altura do Papillon Park, à região do Parque América, na Vila Alzira, deixando o tráfego mais rápido e seguro.

Com pista dupla e ciclovia, o ENS-04 também se tornou opção para prática de esportes como corrida e caminhada, beneficiando os moradores da região.

Já o Eixo Norte-Sul 5 (ENS-05) é uma rotatória elíptica que passa sobre o córrego Tamanduá na altura do Cidade Vera Cruz, na porção oeste do Anel Viário/BR-060, dando fluidez ao trânsito. O ENS-05 conecta cinco grandes avenidas da Região Oeste de Aparecida. Ele interliga setores como Bairro Hilda, Cidade Vera Cruz, Jardim Helvécia e Cardoso 1 e 2, dando acesso direto à Avenida Rio Verde.