Avenida liga o Polo Empresarial à Região Central de Aparecida recebeu também nova pavimentação após obras feitas pela Prefeitura de Aparecida para sanar uma erosão no local.

O trânsito de veículos na Alameda Xavier de Almeida, no setor Village Garavelo, em Aparecida, está liberado. Importante via de ligação do Polo Empresarial com a Região Central, a Xavier de Almeida acaba de receber um bueiro celular duplo e uma nova pavimentação asfáltica no trecho que estava interditado para realização da obra, executada pela Prefeitura de Aparecida.

Com investimento de cerca de R$ 1 milhão, do Tesouro Municipal, a Prefeitura de Aparecida construiu o bueiro celular duplo pré-fabricado em aduelas de concreto para solucionar a erosão que surgiu na Alameda Xavier de Almeida após fortes chuvas que caíram na cidade no início de 2019.

As obras de contenção da erosão foram iniciadas em novembro passado e contemplaram, também, a instalação de novas tubulações de galerias para captação e despejo das águas das chuvas que deságuam no córrego que passa pela alameda, além da construção de calçadas e instalação de guarda-corpo para garantir a segurança e mobilidade dos pedestres.

Erosão foi solucionada com instalação de bueiro celular duplo e novas tubulações de galerias de águas pluviais – Foto: Enio Medeiros

Secretário municipal de Infraestrutura, Mário Vilela explica o fator que levou ao surgimento da erosão sanada pela Prefeitura de Aparecida. “Lá antes havia um bueiro celular simples, que não comportou o volume das águas das chuvas”, lembra o gestor da Secretaria de Infraestrutura.

O prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha, visitou o local recentemente para conferir a finalização da obra. Ele ressalta que a recuperação da Alameda Xavier de Almeida foi uma obra fundamental para reaver a mobilidade de pedestres e veículos naquela via, por onde passam muitos caminhões de carga a caminho do Polo Empresarial.

Para o gestor municipal, “agora, os moradores e empresários voltam a contar com essa importante via pública, que está totalmente recuperada, ajudando até mesmo a movimentar a economia nos comércios da região”.