Acordo firmado entre a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Turismo e o Sintego. Aparecida prevê pagamento de R$ 11,5 milhões  retroativos ao Piso dos Professores em duas parcelas, sendo a primeira até 30 de dezembro.

O prefeito  de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, fechou acordo para pagamento de diferenças no Piso dos Professores, mostrando mais uma vez seu compromisso com a valorização dos educadores da rede municipal de ensino.

O acordo foi feito por meio da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Turismo que homologou na tarde de ontem (sexta-feira, 27), o acordo firmado junto à Justiça de Goiás com o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado de Goiás (Sintego), para pagamento retroativo do Piso Nacional do Magistério referente aos anos de 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019.

De acordo com o documento do acordo, o município pagará o montante de R$ 11.569.537,61 a cerca de 2.565 professores que têm direito ao valor retroativo em duas parcelas. A primeira parcela, referente ao Piso Salarial 2015 e 2016 será depositada na conta bancária de cada servidor até o dia 30 de dezembro de 2019 e a segunda parcela será relativa ao Piso Salarial de 2017, 2018 e 2019.

O pagamento da segunda parcela será feito no mês de agosto de 2020. Ainda segundo o acordo firmado, esse valor de mais de R$ 11,5 milhões não terá incidência de juros e multas em sua assinatura. O prefeito Gustavo Mendanha destacou que o bom diálogo entre o poder público e a categoria foi essencial para o fechamento deste acordo e falou ainda da importância de todos os servidores da Educação para um futuro melhor para as crianças.

“Os professores são peças fundamentais na criação de uma sociedade mais justa e igualitária, por isso trabalhamos, desde 2017, na busca de uma solução que fosse boa para todas as partes. Assim, hoje, resgatamos esse compromisso com os nossos servidores da Educação”, comentou Gustavo Mendanha  em um vídeo publicado em suas redes sociais.

A secretária da Educação, Valéria Pettersen, enalteceu os resultados firmados na tarde desta sexta-feira, que tem por objetivo fazer justiça ao direito de pagamento do Piso Nacional do Magistério em Aparecida de Goiânia.

“O prefeito Gustavo Mendanha e o secretário da Fazenda André Rosa e o Sintego Aparecida, foram sensíveis a articulação deste acordo que visa o atendimento do direito dos nossos professores. E assim, fazemos justiça a esses servidores”, enfatiza Valéria.

O presidente do Sintego Aparecida, Valdeci Português, comemorou o resultado deste acordo entre o município e a categoria. “Essa é uma vitória da categoria que vem lutando desde 2015 para receber os salários retroativos conforme o piso salarial. Desde sempre nos juntamos com a prefeitura, que foi sensível à causa, para dialogar e desta forma construímos esse acordo que beneficia os professores do município”, reconhece.