A ativista mais uma vez dá o exemplo. Ela disse que ela e o pai começaram a sentir os sintomas há pelo menos 10 dias.

A ativista sueca Greta Thunberg, que encantou o mundo ao liderar uma campanha mundial de defesa do meio ambiente, mais  uma vez dá um bom exemplo à humanidade: ela e o pai se isolaram expontâneamente, depois que suspeitaram apresentar sintomas do Covid19.

“Eu estava me sentindo cansada, tendo calafrios, dor de garganta e tossindo. Meu pai teve os mesmos sintomas, mas muito mais intensos e com febre”, revelou Greta.
Além disso, a ativista disse que optou pelo isolamento, pois na Suécia o teste para o COvid-19 só é feito caso a pessoa precise de tratamento médico.

“Não fiz o teste para Covid-19, mas é extremamente provável que eu tenha tido, dados os sintomas e as circunstâncias combinadas”, explica.

“Eu quase não me senti mal. Minha última gripe foi muito pior do que isso! Se não fosse por outra pessoa com o vírus simultaneamente, eu poderia nem suspeitar de nada. Então, eu teria pensado que estava me sentindo mais cansada que o normal e com um pouco de tosse”, descreve.

Thunberg aproveitou para chamar a atenção dos mais jovens quanto a gravidade da doença, já que os sintomas costumam ser mais brandos e as vezes imperceptíveis em determinadas idades.

Muitos [especialmente jovens] podem não notar nenhum sintoma ou ter sintomas muito leves. Então, eles não sabem que têm o vírus e podem transmiti-lo a pessoas em grupos de risco. Nós que não pertencemos a um grupo de risco temos uma enorme responsabilidade. Nossas ações podem ser a diferença entre vida e morte para muitos outros”, alertou