Em pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, deputado anapolino diz que governo deve dialogar mais com a sociedade.

Em pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Antônio Gomide (PT) cobrou do governo de Goiás mais atenção aos municípios. Ele critica o anúncio de suspensão dos convênios referentes ao programa Goiás na Frente. “Temos mais de 220 cidades esperando que os convênios sejam respeitados. Quem chancelou o Goiás na Frente foi o TCE. É preciso que o governador reconheça que os municípios e os prefeitos são parceiros”, protesta.
O deputado anapolino enfatiza que a classe empresarial também espera uma sinalização do governo “Com relação aos empresários, temos visto a diminuição dos incentivos fiscais, diminuindo a atividade econômica e encolhendo a geração de empregos”, pontua. “Até estado de calamidade financeira foi decretado prejudicando ainda mais a agenda econômica e empresarial de Goiás”, avalia.
O deputado também cobra a forma como o Governo de Goiás  se relaciona com o funcionalismo público e outros atores sociais. “Para uns pode ser pouco tempo, mas é preciso lembrar que o governador foi eleito no primeiro turno e, portanto, teve muito tempo para observar os desafios e cumprir um período de transição e fazer o seu diagnóstico. E a pergunta é: o que o povo goiano está enxergando até aqui?”, conclui.
Gomide fez um rápido balanço deste período e cobrou mais atenção para os servidores, que na tarde desta terça-feira lotavam as galerias em busca de soluções para os salários em atraso e outras reivindicações.