Em entrevista ao site Tribuna do Norte, o  ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal,  comparou a Lava Jato ao PCC, maior grupo criminoso do país.

Em entrevista publicada no domingo (28) ao jornal  Tribuna do Norte, de Natal, Gilmar Mendes disse que o conteúdo das conversas entre procuradores, juízes e delegados, apreendido pela Polícia Federal na Operação Spoofing, “dá asco”. E citou o caso da delegada Erika Marena, que teria forjado um depoimento para atender aos procuradores.

 O conteúdo das mensagens, às vezes, dá um asco. A ideia de transferir alguém para um presídio para que ele fale ou delate; de alongar a prisão. Veja essa delegada que teria falsificado depoimento. O que isso significa? Conversa de procuradores ou é conversa de gente do PCC? Tudo isto é muito chocante.

Confira AQUI a íntegra da entrevista