O experiente articulista Hélio Gaspari mostra a parcialidade do ex-juiz Sérgio Moro durante as eleições de 2018.

O jornalista Elio Gaspari comenta nesta quarta-feira, em sua coluna, a delação falsa de Antônio Palocci, divulgada seis dias antes das eleições presidenciais pelo ex-juiz Sergio Moro para prejudicar a candidatura de Fernando Haddad e eleger Jair Bolsonaro, de quem Moro foi ministro.

“De nada serviram as advertências. O caos prosperou e a colaboração de Palocci, com suas 86 páginas, foi astuciosamente divulgada pelo juiz Sergio Moro dias antes do primeiro turno da eleição de 2018”, afirma Gaspari.
“Sua colaboração, liberada durante a campanha eleitoral pelo juiz que desafortunadamente viria a aceitar o Ministério da Justiça de Jair Bolsonaro, caminha para ser o que sempre foi: uma ardilosa construção para tirá-lo da carceragem de Curitiba”, afirma ainda o jornalista.