Mantos sagrados, camisas retrô, oficiais, de clubes do Brasil, em exposição e comercialização.

Renato Dias

Em ritmo de Copa América, para gritar gol com a seleção canarinho de Tite, nada melhor do que usar o manto sagrado. Nas cores amarelo e azul. Com o seu tradicional escudo. Doze jogadores em campo e nas telas da TV. Com a família e os amigos. Já que o futebol, inventado pelos ingleses, faz parte, sim, da identidade cultural da sociedade brasileira. Desde o século 20

Com 70% de descontos em seus produtos retrô, oficiais e esportivos, a SuperBolla oferece camisas do esquadrão nacional na Copa América por apenas R$ 9,90. Até o dia 29 de junho de 2019. Uma liquidação especial. Para zerar o estoque, informa, com exclusividade, o empresário e proprietário da loja, Tarciso Gaipo. É uma forma de contribuir para a alegria do Brasil, diz.

Paixão do Centro-Oeste

Quem quiser pode adquirir camisas oficiais do Vila Nova Futebol Clube, da Rinat, a maior pai­xão do Centro-Oeste do Brasil. Assim como do Goiânia Esporte Clube, fundado em 1938. Agre­miação de tradição. Além do Atlético Clube Goianiense, de 2 de abril de 1937. A da Apa­recidense aparece no mostruário. Do Crac, de Catalão. Até do CRB, América [RN] e Náutico.