Monitoramento eletrônico em 2019, última edição da festa presencial, apontou entrada de 675 mil romeiros no primeiro final de semana.

Neste mesmo período de 2021, o número foi de, apenas, 947 fiéis. Redução é resultado de atividade conjunta entre Prefeitura de Trindade, Governo do Estado e Igreja Católica, voltada para prevenção à Covid-19. Prefeito Marden Júnior visita barreiras sanitárias e destaca “grande conscientização e adesão à Romaria Virtual”_

O fluxo de fiéis em direção à Romaria do Divino Pai Eterno, em Trindade, caiu 98% no primeiro final de semana da principal festa religiosa do Centro-Oeste, que este ano está sendo virtual. Medida preventiva insere-se nas ações de combate à Covid-19.

O monitoramento eletrônico em 2019, última edição da romaria presencial, apontou a entrada de 675 mil romeiros no primeiro final de semana. No mesmo período de 2021, o número foi de, apenas, 947 fiéis.

A redução no número de visitantes é resultado da ação conjunta entre Prefeitura de Trindade, Governo do Estado e Igreja Católica, responsável pela programação da Romaria Virtual 2021.

Seis barreiras sanitárias foram implantadas com o apoio das Polícias Militar, Rodoviária Estadual, Civil e Corpo de Bombeiros Militar, Secretaria Municipal de Saúde e demais órgãos da prefeitura.

Na manhã desta segunda-feira (28/06), o prefeito Marden Júnior visitou barreiras para cumprimentar funcionários e policiais. Ele destacou a “grande conscientização e adesão à Romaria Virtual”, ao comentar os números da Central de Monitoramento.

Este ano, o controle é severo para evitar o acesso de excursões e caravanas de turistas em Trindade, o que está proibido por decreto municipal. “O que mais queremos é finalizar a semana de Romaria Virtual com bênçãos do Divino Pai Eterno para que no ano que vem possamos estar todos aqui, com muita saúde”, diz o prefeito. Ele visitou barreiras do Portal da Fé, saídas para Abadia de Goiás (GO-465), Campestre (GO-050) e Santa Bárbara (GO-060).

A servidora Maria de Fátima Maia Mendanha, lotada na Secretaria de Assistência Social e escalada para ajudar nas abordagens aos fiéis, conta que há um misto de receptividade e dúvida. “O pessoal vem achando que vai ter pelo menos alguma missa nas igrejas principais, que vai poder entrar no Santuário Basílica, aí a gente explica que não vai e eles demoram a acreditar, mas depois aceitam bem quando a gente explica que é por causa da pandemia, para proteção de todos”, relata.

Já a servidora Pollyanna da Silva, que também dá apoio nas barreiras, conta que, no sábado pela manhã, abordou vários romeiros, especialmente a pé. “Muitos perguntavam se esse ano vai ter feira. Aí a gente explica que não”.

Os funcionários não impedem as pessoas de entrarem na cidade, a menos que estejam em grupo. Eles são orientados a abordar, informar sobre o uso obrigatório da máscara facial (sob risco de multa), oferecem álcool 70%, aferição de temperatura e de pressão arterial. Também entregam um folder informativo sobre o que está proibido durante a Romaria do Divino Pai Eterno deste ano, em Trindade.