Na sua conta no twitter, governador do Maranhão, que também é ex-juíz federal, diz que afastamento é necessário para preservar a Polícia Federal de eventual uso politico por Moro, que instrumentalizou a Justifa Federal e o MPF.

O governador Flávio Dino (PC do B-MA), foi membro do Poder Judiciário, tendo sido aprovado em primeiro lugar no cargo de juiz federal no mesmo concurso em que foi também foi aprovado Sérgio Moro. Ele ficou na magistratura até 2010, quando foi candidato ao governo do Maranhão. Naquele ano ele não foi eleito, mas em 2014 venceu, e foi reeleito em 2018.

Na sua conta no twitter, Dino disse que “Moro deve se afastar ou ser afastado do Ministério da Justiça”. Ele afirma que “quem instrumentalizou a Justiça Federal para fins eleitorais e partidários pode tentar fazer o mesmo com a Polícia Federal, agora sob seu comando direto”.

Para Flávio Dino, “um juiz que orienta uma das partes no curso do processo é parcial e suspeito. Seus atos são nulos. Está na lei. E como repetiam nos processos de Curitiba: ‘a lei é para todos’”, finalizou lembrando o jargão dito várias vezes por Moro e também por Dallagnol que acabou indo às telas do cinema num filme que louvou as ações da Operação Lava Jato.