Fábio Escobar recebeu quatro tiros na noite de ontem, em Anápolis e não resistiu. Ele havia divulgado um vídeo nas redes sociais onde denunciou ter recebido uma tentativa de suborno e ameaças por parte de pessoas ligadas ao Democratas.

O empresário Fábio Escobar, que era filiado ao DEM, em 2018 foi coordenador da campanha do governador Ronaldo Caiado (DEM)  em  de Anápolis, foi morto com quatro tiros na noite desta quarta-feira.

Segundo matéria do site Portal 6, Fábio Escobar foi alvejado ao sair de um táxi no Setor Jamil Sul por pessoas que estavam num carro que se evadiu do local. O taxista relata que levou o empresário ao Hospital Municipal Jamel Cecília mas ele não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Civil iniciou a investigação. Escobar deixou esposa e dois filhos.

Denúncia

O vídeo foi divulgado no dia 7 de Maio, e Fábio dizia:

“Recebi uma tentativa de suborno através de um intermediário, um empresário, de R$ 150 mil. E a pessoa que veio me entregar esse dinheiro é mais ou menos assim: ‘ou pega, ou morre’”, relatou Escobar nos primeiros segundos da gravação.

Confira o vídeo:

 

A tentativa, segundo dizia Escobar foi de calar o que sabia como coordenador da campanha de Caiado a governador em 3018, após ter feito denúncia a prática de caixa dois durante o período de campanha em 2018.

Leia também:

Empresário Fábio Escobar morre após receber quatro tiros em Anápolis

Coordenador do DEM em Anápolis diz ter sido ameaçado e subornado por pessoas ligadas ao partido