Secretários Municipais visitaram, na terça-feira (09/03), empresas de Trindade para convida-las a fazer parte o Pacto pela Vida, proposto pela Prefeitura de Trindade.

O objetivo é conscientizar os empresários sobre o momento atual, em que se fez necessária a implantação de novas restrições. Também está sendo verificado cumprimento dos protocolos de combate à Covid-19 para a segurança dos trabalhadores.

O secretário de Industria e Comércio, Gustavo Queiroz, explica a importância das visitas para o Pacto pela Vida, que visa a contribuição de todos no combate à pandemia.

“Nós mostramos o novo decreto aos empresários, falamos das normas que eles têm que implantar no controle sanitário, em relação à saúde dos funcionários, bem como as medidas de proteção”, disse Gustavo Queiroz. “Isso é de uma importância muito grande. Quando a iniciativa privada faz sua parte, juntamente com o poder público, quem ganha é a comunidade”, destaca o secretário.

A ação passou por diversas empresas e fábricas de grande porte da cidade, e até o momento, todas estão seguindo os protocolos sanitários, como revela o secretário de Meio Ambiente, Roberto Baddur. “Eles estão conscientes da necessidade do cuidado para com a vida. Nós conseguimos fazer com que esse contato com as empresas comece a trazer frutos. Essa aproximação torna possível que os frutos cheguem à população de Trindade”, pontua ele.

A secretária de Planejamento Urbano, Habitação e Regularização Fundiária, Tainá Galindo, reforça que o objetivo da Prefeitura de Trindade é levar a conscientização para todos diante do avanço da segunda onda da Covid-19.

“Mostramos ao empresário que ele deve continuar produzindo e pode trabalhar, desde que cumpra as normas essenciais de combate à doença”, afirma Tainá Galindo. “A meta é manter a saúde dos trabalhadores e não prejudicar a proatividade da empresa, pois um funcionário doente pode transmitir para outros”, ressalta.

As visitas vão continuar nesta quarta-feira (10/03) como parte do Pacto pela Vida coordenado pelo prefeito Marden Júnior. “Queremos que a economia e a vida caminhem, com o engajamento de todos, lado a lado”, destaca ele.