Nove pequenos produtores de Bela Vista se unem e propõem a recuperaçãoda Microbacia da Vereda do Sapo, distante 9 km da cidade de Bela Vista de Goiás, 45 km de Goiânia, no sentido de Hidrolândia.

A Iniciativa partiu da Associação SOS Rio Piracanjuba, uma ONG que desenvolve projetos de recuperação da bacia do Rio Piracanjuba, cuja água é captada pela Saneago para o abastecimento das cidades de Bela Vista e Piracanjuba.

O ponta pé inicial da recuperação da Microbacia será dia 18 de dezembro, quarta-feira, às 19hs, em uma reunião/lançamento do projeto pelos produtores e parceiros.

Segundo Rosimar Silva, presidente da SOS Rio Piracanjuba, “tivemos a felicidade  de obter a adesão de todos os nove proprietários, que cansados de verem a água na vereda diminuir ano-a-ano não tiveram dúvidas de que agora é a hora para reagir”.


Nessa primeira reunião, os produtores vão conhecer o pré-projeto, que está sendo
elaborado pela equipe técnica da SOS Rio Piracanjuba, e os parceiros. Rosimar informa que a realização do projeto será de responsabilidade da entidade e da Prefeitura de Bela Vista.

“A Prefeitura foi extremamente sensível e topou participar dessa empreitada, por que está  vendo em todas as regiões a reclamação de produtores de que a água está escasseando”, afirma Rosimar.

Além da prefeitura, estão apoiando o projeto a UFG e o Ministério Público local. Segundo Rosimar Silva, “vamos buscar mais parceiros, públicos e privados, pois fazer esse de tipo  de ação ambiental custa caro e os produtores não têm como arcar com todos os custos, ainda mais que os resultados beneficiaram muito mais gente”.

Ele informa que o governo  do Estado, por meio da Superintendência de Recursos Hídricos, já foi consultado e convidado a participar e “aguardamos uma resposta”.

A ANAMMA – Associação Nacional  de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Secção de Goiás), cujo presidente é Cláudio Everson Silva e Souza, Secretário de Meio Ambiente da cidade de Aparecida de Goiânia,  também é parceira do projeto.

Palestra

No dia 18 também haverá uma palestra com André Clemente, engenheiro Agrônomo, consultor do SENAR e especialista em recuperação de Mata Ciliar e combate a erosões.

Para Rosimar, “essa palestra será para nivelar os produtores sobre a importância de recuperar a nossa Microbacia”.

Eliude Bento da Silva, advogado e proprietário na Microbacia, diz que está assustado com a diminuição da quantidade de água na vereda.

“Sou produtor de leite e a água, para omeu sistema de produção, é fundamental, por isso estou de pleno acordo de que alguma coisa tem que ser feita”. Ele conta que “nessa seca (período de estiagem) andei no meio
da vereda e não vi água”.

Juliano Moreira, vice-prefeito de Bela vista, diz que “o meio ambiente é uma prioridade e por isso estamos juntos com os produtores para fazer desse projeto modelo a ser replicado em todo o município e acreditamos que ações dessa magnitude só serão bem sucedidas se houverem parcerias”, finalizou.