Em entrevista ao UOL, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), defendeu mais uma vez a formação de uma frente ampla para enfrentar as eleições de 2022.

Do Portal Vermelho

Ele não acredita numa aliança entre as forças de esquerda com os partidos de centro-direita, que saíram fortalecidos das eleições municipais.

Segundo ele, o recado das urnas revelou que a esquerda não irá se redimir por meio de uma única figura e precisa se unir para chegar ao segundo turno.

“Uma aliança eleitoral de partido em 2022, que reúna forças de centro-direita, eu realmente não acredito nisso. Agora, miro o tempo inteiro na chamada frente ampla. Para disputarmos o primeiro turno, não correr o risco de ficar fora do segundo”, defendeu o governador.

O governador frisou que é preciso uma nova ofensiva, numa parceria entre partidos de esquerda. “Então, é preciso analisar que alguns êxitos, não é terra arrasada. Mas continuamos numa ofensiva da direita. A direita foi amplamente vencedora na eleição municipal. Temos que unir do lado daqui para enfrentar essa ofensiva”, disse.

 

Leia a matéria completa AQUI