O Conversa Afiada reproduz fala do íder do PSL na Câmara dos Deputados, Delegado Waldir, que rebateu o presidente Jair Bolsonaro na tarde desta terça-feira 8, quando este falou mal do presidente do PSL, Luciano Bivar (PE).

“Como você fala do quintal alheio se o seu quintal está sujo? As candidaturas em Minas Gerais e Pernambuco estão sendo investigadas. Mas o filho do presidente também”, afirmou Waldir.

As informações são de Guilherme Amado na revista Época.

Mais cedo nesta terça, Bolsonaro disse a um apoiador que ele deveria esquecer o PSL e que Luciano Bivar (PSL-PE), presidente do partido, está “queimado”. Clique aqui para ver os detalhes.

Ainda nesta terça, uma ala do PSL também decidiu reagir à fala de Bolsonaro, sair em defesa de Bivar e fazer circular um manifesto entre membros da sigla.

Um dos defensores desse manifesto é o deputado Júnior Bozella (PSL-SP). Entre outras coisas, ele afirma que Bolsonaro poupa de críticas os casos que desgastam o partido. Ele citou como exemplos os escândalos de Fabrício Queiroz/Flávio Bolsonaro e o do laranjal do PSL, que tem como protagonista o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

“Temos o caso do Queiroz e o do ministro do Turismo, e o presidente tenta encobrir esses dois assuntos ao mesmo tempo em que desfere ataques indevidos ao PSL”, diz Bozella.

Com informações do Conversa Afiada.

Leia no Brasil247:

Briga entre Bolsonaro e Bivar é pelo controle de fundo de R$ 359 milhões