Charles Nisz, colunista do Diario do Centro do Mundo, relata a experiência com os altos custos da saúde  privada nos Estados Unidos do brasileiro David Nemer, professor de antropologia da  Universidade da Virgínia.

David Nemer tem 33 anos e é professor de antropologia da tecnologia e está radicado nos EUA desde 2005, estuda etnografia digital e outros temas do campo da tecnologia.

Por conta da pandemia do Covid-19, Nemer realizou dois exames de sangue – para detectar a presença do coronavírus e um check-up anual. O custo, segundo a conta enviada pelo laboratório, é de US$ 8.352 – cerca de R$ 43.764.

Já reforçou o seu apoio ao SUS hoje? Eu fiz um exame de sangue – check-up & covid19, e ontem chegou a conta: US$8,352 (R$ 44,000). É para agradecer a bater tambor a favor do SUS, que também é um maior player no mercado por manter os preços mais acessíveis no setor privado”, escreveu.

Charles Nisz comparou os preços. Pelo Sistema Único de Saúde (SUS) os exames de David Nemer seriam gratuítis. Em laboratórios parriculares entre R$ 250,00 (teste do covid19) e R$ 450,00( hemograma completo.

Leia a íntrega da matéria no DCM e entenda porque os EUA lideram o número de mortos e infectados pelo Covid19:

“R$ 45 mil por um exame de Covid e um check-up de sangue”: como é viver sem plano de saúde nos EUA. Por Charles Nisz