A pesquisa Datafolha, divulgada hoje pelo jornal Folha de S. Paulo, mostra o derretimento da popularidade do presidente Jair Bolsonaro e a perda de credibilidade das Forças Armadas diante dos escândalos de corrupção envolvendo militares que ocupam cargos no governo federal, sobretudo no Ministério da Saúde.

De acordo com o Datafolha, a avaliação de que o presidente Jair Bolsonaro é um incompetente subiu de 52% para 58% da pesquisa de 2020 para cá —a pergunta não havia sido feita em 2019.  Para 55% Bolsonaro é falso, outros 62% apontam o presidente como despreparado e 66% o qualificaram como autoritário. O governante é visto como indeciso por 57% dos entrevistados

A maior parte da população rejeita a nomeação de militares para cargos no governo federal, de acordo com o Datafolha. Pesquisa feita pelo instituto nos dias 11 e 12 deste mês aponta que 54% dos entrevistados são contrários à presença dos fardados nesses postos, ante 41% que são favoráveis.

Não souberam opinar 5% dos entrevistados. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O Datafolha ouviu de maneira presencial 2.071 pessoas em todo o país, e o nível de confiança é de 95%. Um ano atrás, o instituto também fez esse questionamento, e a rejeição às nomeações também venceu: 52% se disseram contrários à presença dos militares no governo, ante 43% favoráveis.

Foram ouvidas 2.074 pessoas com mais de 16 anos em todo o Brasil, de forma presencial. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos.