Artista do circuito underground da Capital do Estado de Goiás traz letras de rap autoral. Registro: em formato inusitado de literatura de cordel.  Com métricas & rimas alternadas.

Renato Dias

Nascido em Goiânia como Danilo Joaquim da Silva, o rapper D Volt lançou no circuito un­derground o Folheto Rap de Cordel – Na Resistência. Uma voz contra a regressão de direitos. Em Tempos Sombrios no Brasil e na América Latina. No século 21. Com letras de rap autoral. Registro: em formato inusitado de literatura de cordel.  Com métricas & rimas alternadas.

Com os pés no Nordeste, rotulado de Paraíba, por Jair Bolsonaro, o presidente da República de linhagem conservadora eleito com ‘Fake News’, em 2018, com Luiz Inácio Lula da Silva preso desde 7 de abril, sem direito a disputar eleições, um pleito antidemocrático, o rapper conta com exclusi­vidade que traz em sua narrativa influências da Embolada, Coco, Ciranda e Cantigas

Diretoria do Gueto

Não custa lembrar: D Volt é o ‘band leader’ do Coletivo Cultural Diretoria do Gueto. Mais: é membro da Nação Hip Hop Brasil – Setorial do Centro-Oeste. Ícone da contracultura das Terras Goyazes, ele já prepara a sua nova produção estética. Em áudio – EP – Na Resistência. O projeto é lançá-lo em novembro. De 2019. É o mês da consciência negra, avisa o ativista radical

 

Serviço:

Lançamento: Folheto Rap de Cordel – Na Resistência

Autor: Rapper D Volt [Danilo Joaquim da Silva]

Áudio EP – Na Resistência: Novembro de 2019

Avaliação crítica: Excelente