No seu blog “Socialista Morena”, jornalista comenta políticas de higiene adotadas em países como Nova Zelândia, onde pouquíssimas pessoas se contaminaram.

Por Cynara Menezes – A cena já virou piada, mas se tornou um estresse extra para as pessoas na pandemia: donas e donos de casa desinfetando todos os pacotes do supermercado antes de guardá-los na geladeira ou na despensa. Este cuidado se disseminou no começo da quarentena, quando ainda se sabia muito pouco sobre a Covid-19. Mas, cinco meses depois, será que se justifica ficar passando álcool gel ou desinfetante nas embalagens, uma por uma? Não –é o que dizem especialistas do mundo todo.

Em alguns sites oficiais, como os do governo dos EUA e da Inglaterra, não há nenhuma orientação no sentido de desinfetar os pacotes que são trazidos para a casa das pessoas. “Quando desempacotar suas compras, refrigere ou congele a carne, o frango, os ovos, os frutos do mar e outros perecíveis dentro de duas horas”, diz o site do CDC (Centro para Controle e Prevenção de Doenças) do governo norte-americano, que ainda adverte: “Não use desinfetantes como alvejantes ou amônia sobre comida empacotada com papelão ou plástico.”

Na Nova Zelândia, um dos primeiros países a zerar os casos novos e que até hoje só teve 22 pessoas mortas pela Covid-19, o governo não menciona desinfetar os pacotes de compras no site criado para o combate à doença

“Se você fez compras, não há necessidade de sanitizar os pacotes de comida”, orienta o site do governo britânico. “COVID-19 é uma doença respiratória e não há evidências de que possa ser transmitida através da exposição à comida ou a embalagens de alimentos.” Ambos os sites destacam que o mais importante é lavar as mãos com água e sabão após manusear os pacotes.

Na Nova Zelândia, um dos primeiros países a zerar os casos novos de coronavírus e que até hoje só teve 22 pessoas mortas pela Covid-19, o governo não menciona desinfetar os pacotes de compras no site criado para o combate à doença. Pelo contrário, houve inclusive preocupação com a contaminação de frutas e legumes com desinfetantes não apropriados para higienizar alimentos, após o vídeo de um médico dos EUA viralizar com a “orientação” de mergulhar os vegetais em água com sabão e depois lavá-los novamente com água e sabão.

 

Leia a matéria completa clicando AQUI