A liberação da Anvisa acontece dias depois do anúncio da retomada dos testes da vacina de Oxford no país.

Jornal GGN – Os testes da vacina contra a Covid-19, em desenvolvimento pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca, devem contar com 10 mil participantes no Brasil. Inicialmente estavam previstos 5 mil voluntários. A ampliação foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta terça-feira, 15.

Agora, além de dobrar o número de voluntários para o estudo, os testes também poderão ser feitos com pessoas maiores de 69 anos.

Ainda, também farão parte da chamada fase 3 de testes os estados do Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul. Hoje, os estudos já ocorrem em São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.

A liberação da Anvisa acontece dias depois do anúncio da retomada dos testes da vacina de Oxford no país. Os estudos tinham sido suspensos após um participante do Reino Unido apresentar uma reação adversa grave ao imunizante.