Em todo Estado 95 óbitos confirmados, 39 na Capital.

Em todo Estado de Goiás forsm confirmados  2.383 casos de doença pelo coronavírus 2019 (Covid-19). Destes, 95 foram a óbito. .A Secretaria  Estadual de Saúde tem 17.369 casos suspeitos em investigação. Outros 7.219 já foram descartados. No Laboratório Estadual de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros (Lacen-GO) há 143 amostras em análise.
Em Goiânia já foram registrou 1326 casos de infecção pelo novo agente do coronavírus, segundo o Informe Epidemiológico divulgado nesta sexta-feira pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Dos 176 casos registrados nas últimas 24 horas, 122 são de notificações retroativas.Ainda conforme o relatório, 504 pacientes já se recuperaram totalmente da doença. O documento aponta também 39 óbitos de pacientes residentes da capital.Faixa etária

O novo Informe Epidemiológico confirma ainda que a maioria dos casos em Goiânia está concentrada em jovens e adultos com idades entre 20 e 39 anos (43%) e 40 e 49 anos (35%). Dos 151 pacientes internados pela doença na capital, 95 (63%) necessitaram de uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Sintomas

Os sintomas mais comuns informados pelos 655 pacientes com investigação epidemiológica concluída são tosse (60%), febre (54%), desconforto respiratório (33%), dor de garganta (31%) e diarréia (30%).

 

Cuidados

Com o número de casos aumentando diariamente, a SMS reforça a importância das ações de prevenção.

“As pessoas precisam evitar aglomerações, lavar as mãos com frequência e utilizar álcool em gel”, destaca o superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, Yves Mauro Ternes.

Ações de enfrentamento
Desde o início da pandemia, a Prefeitura de Goiânia tem promovido ações para conter o avanço do novo coronavírus. No dia 13 de março deste ano o município decretou situação de Emergência em Saúde Pública. Em seguida, suspendeu as atividades com aglomeração de pessoas e o calendário letivo.

O município instalou ainda o Gabinete de Gestão de Crise COVID-19 e preparou a Maternidade Municipal Célia Câmara para receber pacientes infectados pelo novo coronavírus. Além disso, o governo municipal iniciou um trabalho de fiscalização e determinou o escalonamento de horários para o início de expediente comercial.

A gestão também facilitou o acesso de todas as informações de enfrentamento da doença e melhorou a experiência digital dos cidadãos que buscam por atualizações sobre a situação da pandemia. Nesta quinta-feira (21), inclusive, Goiânia atingiu a segunda melhor avaliação do país em transparência na divulgação dos contratos emergenciais feitos nesse período.

O ranking da Transparência Internacional analisou os sites, as redes sociais e os portais dos governos de todos os 26 estados e do Distrito Federal e de todas as 27 capitais. Goiânia atingiu o conceito ótimo com 83,54 pontos.

Com informações da e SES e SMS