A Coordenação de Saúde Mental da Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia (SMS) iniciou nesta semana o atendimento de apoio psicossocial para pessoas que estão em isolamento domiciliar por suspeita de infecção pelo coronavírus.

 

O serviço funcionará pelo número 0800-646-1590 (aceita ligações de telefones fixos e celulares) de segunda a sábado, das 7 às 19h.

Quem ligar para o número, que é o mesmo para agendamento de consultas com clínico geral e pediatra, optará, no menu inicial, pela opção “Atendimento a pacientes em isolamento domiciliar”.
Segundo a coordenadora de Saúde Mental da SMS, Carolina Sartori, três psicólogas atenderão às ligações em horários alternados para tirar dúvidas e dar apoio a pacientes e seus familiares.

 

“Nesse momento de pandemia, principalmente para aqueles que estão em isolamento com suspeita de estarem com a Covid-19 e seus familiares, surgem dúvidas, ansiedade e angústias. É essencial cuidar da saúde emocional dessas pessoas para tentar reduzir a pressão psicológica, o sofrimento e as incertezas que estão vivenciando, ” esclarece a coordenadora.

Cuidado com os profissionais
Carolina Sartori informa, ainda, que a SMS está preparando um serviço de apoio psicossocial por telefone sediado no Núcleo de Cuidados de Saúde Mental contando com quatro linhas telefônicas e o suporte de cinco psicólogas. Esse atendimento será destinado aos profissionais da Saúde que estão atuando no atendimento à população e deverá ser implantado até a próxima semana.

A coordenadora acrescenta que também serão treinados, a partir da próxima semana, “profissionais de ventilação” para atuarem em todas as unidades da rede da SMS. Eles conversarão com as equipes e ajudarão os trabalhadores a lidarem melhor com as dificuldades do momento.

“Esses profissionais são pessoas que exercem uma liderança natural entre seus colegas, têm a confiança das equipes e serão responsáveis por dar apoio emocional e orientações em grupo ou individualmente. Vamos orientá-los também para que filtrem as informações trocadas em grupos de whatsapp das unidades, evitando fake news e excesso de informações desnecessárias que contribuam para o  estresse crônico dos servidores”, esclarece.

Caroline Sartori enfatiza que a meta é criar um sistema de apoio e boas relações entre colegas para melhorar o ambiente de trabalho.