Em artigo em O Popular, a jornalista Cileide Alves adverte para o alto índice de mortalidade da covid-19 em Goiás e elogia Aparecida de Goiânia pela cidade ter feito 251.106 testes RT-PCR para covid-19, justificando a taxa mais baixa de letalidade em realação ao Estado e a Capital.

No artigo “A alta letalidade da Covid em Goiás, a jornalista Cileide Alves observa:

“Goiás e Mato Grosso tem as mais altas taxas de letalidade da covid-19 na região Centro-Oeste, 2,7%, a mesma da média nacional. No Mato Grosso do Sul, a taxa é de 2,2% e no Distrito Federal, 2%. Empatados com Paraná e Maranhão, Goiás e Mato Grosso só perdem para Amazonas (3,4%), Pernambuco (3,4%), Rio de Janeiro (5,9%) e São Paulo (3,3%).

Cileide também analisa os modelos adotados nas cidades para combater a covid-19, e destaca o exemplo de Aparecida de Goiânia:

(…) “Goiás fez poucos testes padrão ouro, o RT-PCR. De acordo com o painel Covid-19 da Secretaria de Estado de Saúde, o Estado realizou até esta sexta-feira 570.503 testes RT-PCR (270.399 positivos e 305.104 negativo )…)

Com 500 mil habitantes, a vizinha Aparecida de Goiânia fez 257.106 RT-PCRs. Isso explica a baixa taxa de letalidade do município, 1,94%, bem inferior à média de Goiás (2,7%), assim como a de Goiânia (3,2%)”, pontuou.

 

 

Clique AQUI e leia o artigo na íntegra no site de O Popular