Candidato a prefeito pelo PSL em Anápolis, Valeriano Abreu perdeu a cabeça e deu uma cotovelada no rosto do jornalista Weber Witt.

O profissional é produtor do Observatório, da Rádio 96 FM, pertencente à Fundação Frei João Batista Vogel.

A agressão ocorreu após o programa. Na atração, Valeriano se irritou com uma pergunta desconcertante.

No Projudi, sistema de processos eletrônicos do TJGO, constam ações mútuas entre o candidato e um condomínio da cidade em que o conservador foi síndico.

Questionado a falar sobre essas ações, Valeriano ameaçou processar a emissora. Ouça a seguir:

 

Ouça áudio do jornalista pedindo a vinda da polícia à rádio:

O candidato teria se irritado após ser questionado sobre sua gestão como síndico de um condomínio, que se tornou alvo de um processo na Justiça. Depois de uma discussão, o produtor pede que Valeriano se retire do estúdio da Rádio São Francisco para continuar com a programação. No momento em que o jornalista acompanha o candidato até a porta, a agressão acontece. O jornalista Weber Witt afirma que recebeu uma cotovelada.

Valeriano contou, por meio de vídeo publicado nas redes sociais, que o produtor lhe empurrou momentos antes de ele dar a cotovelada e que o mesmo profissional havia segurando a esposa dele para retirá-la do estúdio. No vídeo, o candidato cobrou que sejam divulgadas imagens da recepção da rádio, onde ele afirmou ter sido agredido por um funcionário da emissora “a socos e pontapés” e que ainda foi segurado pelo pescoço.

A rádio chamou uma equipe da Polícia Militar, mas o candidato foi embora antes da chegada da corporação. Ele foi à Central de Flagrantes da cidade e registrou um boletim de ocorrência sobre o caso. O produtor também realizou uma denúncia e passou por um exame de corpo de delito. A Polícia Civil deve investigar o caso.

Com informações do Portal6

Com informações do Jornal O Estado