Banco vai liberar a segunda parcela em espécie obedecendo a um cronograma associado ao mês de nascimento do trabalhador.

 

 

RBA – São Paulo – Em entrevista coletiva na tarde de hoje (29), o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Duarte Guimarães, reafirmou o início, neste sábado (30), do pagamento em dinheiro da segunda parcela do Auxílio Emergencial de R$ 600,00 para os cadastrados no site e no aplicativo da instituição. Poderão sacar os beneficiários que receberam a primeira parcela até o dia 30 de abril que tenham o cadastro validado. O benefício foi introduzido pelo Congresso Nacional no contexto da pandemia de Covid-19.

Segundo Guimarães, o objetivo é “pagar mais rápido com maior segurança, evitando aglomerações”. A movimentação do benefício estava limitada ao aplicativo Caixa Tem, o que provocou reclamações dos beneficiários. A segunda parcela havia sido disponibilizada de 20 a 26 de maio, mas não se podia fazer a transferência entre contas ou retirada em dinheiro.

Antes da data de liberação, o benefício pode ser usado somente para pagar contas, como boletos, e efetuar compras com cartão de débito virtual.

A Caixa vai liberar a parcela obedecendo um cronograma associado ao mês de nascimento do trabalhador (leia abaixo). Os primeiros a receber (num total, segundo Guimarães, de 2,6 milhões de pessoas) são os nascidos em janeiro, e assim sucessivamente.

A Caixa abrirá 2.213 agências em todo o país neste sábado para atender a população. A maioria das unidades fica no Sudeste (994), seguido por Nordeste (514), Sul (350), Centro Oeste (201) e Norte (154).

Também segundo Guimarães, os beneficiários “não precisam madrugar nas filas” para receber e quem chegar nas agências durante o horário de funcionamento, de 8h às 12h, será atendido por meio de senhas.

Problemas

O presidente da instituição respondeu questionamentos a respeito de problemas no pagamento. Um dos mais comuns é o de pessoas que alegam ter recebido a primeira parcela, mas têm dificuldades na segunda. Outra reclamação é de chefes de família que receberam R$ 1.200,00 na primeira parcela, mas na segunda o valor previsto é de R$ 600,00.

Guimarães disse que “quem realiza” a situação de cada pessoa é a Dataprev ou, dependendo da situação, o Ministério da Cidadania. “Se não houver o pagamento é porque não houve a validação do segundo pagamento”, disse. Um dos motivos seria a pessoa ter arrumado emprego. “Se a pessoa foi contratada não terá mais o benefício.”

Segundo outra reclamação relatada, o usuário é MEI (microempreendedor individual), mas o sistema lhe nega o auxílio afirmando se tratar de funcionário público. O presidente do banco voltou a dizer que a validação é do ministério da Cidadania ou da Dataprev. “Funcionários públicos não podem receber”, acrescentou. “Se não for funcionário público, é um erro do cadastro. Encorajamos no caso de erro que faça a contestação”, disse.

O Auxílio Emergencial de R$ 600 tem sido apontado por analistas, como o cientista político Frederico de Almeida, da Unicamp, como talvez o principal fator para o presidente continuar sustentando índices de aprovação de cerca de um terço da população. Isso considerando que os dados têm mostrando queda de popularidade entre as classes médias e altas, mas não nas mais baixas, as que são beneficiadas pelo auxílio.

Porém, o governo queria limitar o auxílio a apenas R$ 200 e teve de ceder ao valor aprovado no Congresso Nacional.

Uma alteração feita pelo governo Bolsonaro na lei aprovada no Congresso mudou a regra do auxílio emergencial para cobrar R$ 600 de volta. Pela mudança, quem tiver renda anual superior R$ 28.559,70 em 2020 terá que devolver os valores. Para especialistas, isso configura um empréstimo, e não um benefício.

Calendário da segunda parcela:

Nascimento       Recebimento
Janeiro 30 de maio (sábado)
Fevereiro 1 de junho (segunda)
Março 2 de junho (terça)
Abril 3 de junho (quarta)
Maio 4 de junho (quinta)
Junho 5 de junho (sexta)
Julho 6 de junho (sábado)
Agosto 8 de junho (segunda)
Setembro 9 de junho (terça)
Outubro 10 de junho (quarta)
Novembro 12 de junho (sexta)
Dezembro 13 de junho (sábado)