O Conversa Afiada, site do saudoso Paulo Henrique Amorim presta homenagem à jovem ativista sueca Greta Thunberg, de 16 anos, que foi eleita a “Pessoa do Ano” pela revista norteamericana Time. Ela é a pessoa mais jovem a receber o título.

Greta ganhou fama mundial em 2018, após iniciar protestos contra as mudanças climáticas no planeta. As pequenas manifestações se espalharam pelas redes sociais, até culminarem nas Greves Globais pelo Clima, em setembro deste ano.

Recentemente, Greta foi alvo do descontrole do presidente Jair Bolsonaro: no sábado 7/XII Greta compartilhou um vídeo em seu Twitter a respeito dos atentados contra lideranças indígenas no Maranhão, que resultaram na morte de dois caciques do povo Guajajara.

“Os indígenas estão sendo assassinados por proteger a floresta contra o desmatamento ilegal. Isso se repete frequentemente. É uma vergonha que o mundo permaneça em silêncio a respeito disso”comentou Greta.

Bolsonaro, do alto de sua boa educação, decidiu ofender Greta na manhã de ontem 10/XII durante um encontro com fãs na porta do Palácio da Alvorada: “a Greta já falou que os índios morreram porque estavam defendendo a Amazônia. É impressionante a imprensa dar espaço para uma pirralha dessa aí. Pirralha!”disse o Jair Messias, com raiva, aos seus admiradores.

Greta, por sua vez, agiu com mais maturidade: alterou a descrição de seu perfil no Twitter para “pirralha”.


Reprodução: Twitter/Greta Thunberg

A que ponto chegamos: o presidente do Brasil arranja briga com criança no Twitter… E perde!

Em tempo: não é a primeira vez que Greta é alvo da ira da família Bolsonaro: em setembro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho 03 do Jair Messias, espalhou uma montagem com a foto da ativista.

 

Leia mais no CaF:

https://www.conversaafiada.com.br/brasil/bolsonaro-ofende-ativista-pirralha