Conversa Afiada (Caf), site do imortal Paulo Henrique Amorim, registra manifestação do presidente norte-americano nas redes sociais, que “à lá Bolsonaro”, espalha denúncia de possivel fraude (?), e pede adiamento do pleito, marcado para dia 3 de novembro.

Confira a matéria:

O presidente do Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu nesta quinta-feira 30/VII, via redes sociais, o adiamento das eleições presidenciais deste ano, por considerar que elas poderiam ser as “mais fraudulentas da história”. Trump, claro, não apresentou qualquer evidência a sustentar a ameaça de “fraude”.

“Com a votação universal por correio, 2020 terá a eleição mais imprecisa e fraudulenta da história. Será um grande embaraço para os EUA. Adie as eleições até que as pessoas possam votar de maneira adequada, segura e protegida?”, escreveu no Twitter.

Pesquisa Reuters/Ipsos divulgada em 22/VII apontou que o candidato democrata, o ex-vice-presidente Joe Biden, tem 8 pontos percentuais de vantagem sobre Trump: 46% x 38%. Os 16% restantes estão indecisos, planejam apoiar um candidato de um terceiro partido ou podem não votar.

Em 19/VII, durante entrevista à Fox News, Trump se recusou a dizer se aceitará os resultados das eleições de novembro, alegando, sem provas, que a votação poderia ser “manipulada”. Questionado se aceitaria uma derrota para Biden, ele respondeu: “depende. Acho que a votação por correspondência vai manipular a eleição. Eu realmente acho”.