Nara Lacerda – Brasil de Fato – SP – O Brasil registrou 40.919 mortes por causa da covid-19 até esta quinta-feira (11).  Em um dia, foram 1.240 confirmações. Pela terceira vez consecutiva nesta semana, os registros de óbitos ficaram acima de mil em 24 horas. Os números foram divulgados pelo Conselho Nacional de Secretárias de Saúde (Conass).

Mesmo com avanço da pandemia, governos afrouxam isolamento social – Luiza Castro / Sul 21

Ainda de acordo com os dados do Conass, 802.828 brasileiros já foram infectados pela doença. Como o número de testes realizados no país ainda é insuficiente, até mesmo o Ministério da Saúde já admitiu que a realidade pode ser ainda mais crítica.

Relembre: Na TV, Bolsonaro faz pouco caso do coronavírus e pede volta à normalidade

Um dos indícios de subnotificação é o crescimento cada vez mais acelerado de mortes por Síndrome Respiratória Aguda Grave. Segundo os registros dos cartórios brasileiros, foram contabilizados mais de 8 mil casos desde 16 de março. No mesmo período do ano passado, o número era de 384.

Sem sinais de que a velocidade de transmissão vá diminuir, o país está cada vez mais próximo do Reino Unido, segunda nação do mundo em números totais de mortes. Por lá, no entanto, os casos fatais crescem em um ritmo bem menos acelerado, após adoção de medidas de isolamento. Entre quarta (10) e quinta-feira (11), foram pouco mais de 100. Atualmente o Brasil é o terceiro na lista dos que mais contabilizam mortes e o segundo em números de casos totais, atrás apenas dos Estados Unidos. 


Evolução semanal da pandemia no Brasil / Arte: Bertolo

O que é coronavírus

É uma extensa família de vírus causadores de doenças tanto em animais como em humanos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), em humanos, os vários tipos de vírus podem provocar infecções respiratórias que vão de resfriados comuns, como a síndrome respiratório do Oriente Médio (MERS), a crises mais graves, como a síndrome respiratória aguda severa (SRAS). O coronavírus descoberto mais recentemente causa a doença covid-19.

Como ajudar quem precisa?

A campanha “Vamos precisar de todo mundo” é uma ação de solidariedade articulada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A plataforma foi criada para ajudar pessoas impactadas pela pandemia da covid-19. De acordo com os organizadores, o objetivo é dar visibilidade e fortalecer as iniciativas populares de cooperação.

Edição: Rodrigo Chagas