O presidente Jair Bolsonaro (PSl-RJ) foi vaiado ao lado do ministro da Justiuça, Sérgio Moro, ontem, durante a final da Copa América entre Brasil 3X1 Peru. Bolsonaro  foi vaiado quando apareceu nas imagens do telão do estádio, e depois, nova vaia quando desceu da tribuna para o campo para a cerimônia de entrega de medalhas aos campeões e aos vice-campeões.

 

Já o instituto DataFolha mostra que a popularidade continua em queda, ao mesmo tempo em que aumenta o número de brasileiros que rejeitam o seu governo.

A pesquisa Datafolha, publicada pelo jornal Folha de São Paulo mostra que Bolsonaro perdeu completamente os votos que recebeu no segundo turno das eleições presidenciais de 2018, e que o seu grupo de apoio está restrito aos 30% que tinha no primeiro turno da eleição. Para 33%, o presidente faz um trabalho ótimo ou bom. Para 31%, regular, e para outros 33%, ruim ou péssimo.  A tendência, no entanto, é de continuar em queda, principalmente com as notícias da economia, com nova queda no PIB (Produto Interno  Bruto) e aumento do número de desemprego, que passa de 14 milhões de brasileiros sem trabalho.

Segundo o jornalista Fernando Brito, do site Tijolaço, “os números da pesquisa Datafolha publicada hoje só ratificam a tendência que, desde o início, tem sido quase uma unanimidade avaliar: a extrema direita que ele representa se mantém unida no terço da população em que ela se tornou a única força política sobrevivente enquanto a oposição a ela, depois do baque inicial da derrota se recompõe, reunindo também um terço dos brasileiros”.

 

Veja a vaia ao presidente Bolsonaro: