O presidente Jair Bolsonaro (sem partido)  caiu. A queda, presenciada pelo povo ocorreu em Goiás, na cidade de Águas Lindas.

Presidente caiu ontem, sexta-feira, durante inauguração de um hospital de campanha em Águas Lindas de Goiás , próximo ao Distrito Federal.

O presidente, que não estava de máscara, chegou ao local de helicóptero e ao se dirigir até o hospital escorregou e levou um tombo.

Apesar do susto,  Bolsonaro foi rapidamente levantado pelas pessoas que o acompanhavam. O chão onde ele estava era de terra, o que pode ter facilitado o tombo.

Curiosamente ontem ocorreu um eclipse. Na Biblia há uma passagem sobre um eclipse anular (quando a lua não esconde totalmente o sol). Está no Livro de Josué (10:12-13), lê-se:

“Josué falou ao Senhor no dia em que ele entregou os amorreus nas mãos dos filhos de Israel, e disse em presença dos israelitas:

«Sol, detém-te sobre Gibeão, e tu, ó Lua, sobre o vale de Ajalon».

E o Sol se deteve e a Lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos.

Os amorreus são descritos pelo profeta Ezequel como um povo que sacrificava seus próprios filhos para falsos deuses.

No video abaixo,  o astrólogo Carlos Harmitt analisou o significado desse eclipse e como afetará indivíduos, coletividades e países.

Bolsonaro insiste no fim do isolamento

Bolsonaro chegou ao hospital por volta das 8h45. Ele estava acompanhado de alguns dos seus ministros da ala militar, Eduardo Pazuello (Saúde), Braga Netto (Casa Civil) e Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação).

Também estavam lá o governador de Goiás , Ronaldo Caiado (DEM), e o secretário estadual de Saúde, Ismael Alexandrino.

No evento, Bolsonaro realizou um discurso em que afirmou “a gente torce que pouca gente venha para cá, porque é sinal que não precisa de atendimento”.

Ele também fez críticas fortes a manifestantes contra o governo : “estamos vendo agora grupos de marginais, terroristas querendo se movimentar para quebrar o Brasil. São marginais, terroristas, maconheiros”.

E disse que o governador  Caiado fará “a abertura total das portas em Goiás”, enfatizando sua política negacionista da pandemia.

Ontem o presidente Donald Trump voltou a criticar Bolsonaro pela caótica administração da pandemia de covid19 no Brasil que já matou mais de 34 mil filhos da pátria.

Autoridades sanitárias de todo mundo spontam como uma das principais causas das mortes no Brasil o discurso do presidente contra o isolamento.

Inauguração

hospital demorou cerca de dois meses para ser inaugurado . Ele custou R$10 milhões foi o primeiro construído pelo governo federal e possui 200 leitos. A administração será do governo estadual.

Veja o tombo de Bolsonaro :