Artigo publicado no site Viomundo condena preconceito contra os chineses em noticíaa falsas e alarmistas sobre o coronavirus.

O VÍRUS DO ÓDIO

por Malu Aires*, em perfil de rede social, sugestão de Beto Mafra

Não há mais dúvida de que a China está sendo atacada pela guerra híbrida dos EUA.

A “revolta do guarda-chuva” de Hong Kong nos ensina que aquilo ali é GOLPE.

Hong Kong foi roubada da China, pelo Império Britânico, em 1842.

Ingleses traficantes de ópio trocaram Hong Kong pelo fim da Primeira Guerra do Ópio.

O território só foi devolvido à China, em 1997.

Hoje, Hong Kong é uma Região Administrativa Especial da República Popular da China. Se tornou um dos centros financeiros e portos comerciais mais importantes do mundo.

O império quer Hong Kong de volta e o ópio do império hoje é a “revolta do guarda-chuva”.

A China avança no seu crescimento econômico e conter esse crescimento tem sido o maior esforço do imperialismo que, até hoje, só tem ópio a oferecer ao mundo.

Com a “chegada” do coronavírus, a China sofre novo ataque do império, desta vez, com a desinformação.

Na internet, uma rede de fake news alimenta a xenofobia contra os chineses em todo o mundo.

Vídeos que chegam facilmente pela rede “denunciam” censura de informação.

Reportagens falam de exóticos hábitos alimentares, que não abrem o apetite do público comum.

As imagens da “sopa de morcego” foram feitas em Palau, na Micronésia, há 3 anos. Viralizaram, como se fossem da China.

Outros sites ainda mostram montagens de chineses comendo bebês, bifes humanos em bandejas… uma guerra comunicacional de deixar toda a opinião pública mundial, mergulhada no ópio da desinformação e do ódio xenófobo.

Chineses estão sendo atacados em vários países asiáticos.

“Parem de comer morcegos!”, “Não aceitamos hóspedes da China”.

Além do surto do coronavírus, os chineses estão enfrentando o preconceito do mundo, o que faz com que a solidariedade humana, ao problema que enfrentam, seja nula.

É importante que a gente não dissemine o preconceito contra a China.

Não compartilhe a propaganda que o “império” está financiando contra o povo chinês.

A China já resistiu ao ópio do império e precisará resistir ao ódio deste império que não ama ninguém.

*Malu Aires é artista, compositora e intérprete.