Partido está oficialmente na campanha do vice-prefeito Veter Martins (PSD), mas o vice-presidente do Avante, Valter Nogueira e o tesoureiro, Rogério Barbosa, renunciaram aos cargos para apoiarem a campanha de Gustavo Mendanha e Vilmar Mariano à prefeitura de Aparecida de Goiânia.

A Coligação Aparecida É Certeza!, encabeçada pelo prefeito e candidato a reeleição, Gustavo Mendanha (MDB) e o candidato a vice-prefeito, Vilmar Mariano (MDB), ganhou mais um apoio importante. O vice-presidente do Avante70 Aparecida e presidente de honra do Avante70 estadual, o empresário Valter Nogueira renunciou ao cargo para poder apoiar, com lealdade, a campanha de Gustavo, já que o partido está compondo a chapa do candidato da oposição. Em carta de renúncia entregue na manhã desta quinta-feira, 01/10, Valter informou que estava desligando do cargo de vice-presidente da sigla no município, alegando razões “alheias a sua vontade”.

Ampla coligação

Dezenove partidos apoiam a reeleição de Gustavo Mendanha: MDB, PSDB, Podemos, PDT, PSB, PT, PC do B, PROS, Solidariedade, PL, PMN, PSL, PMB, Patriota, Cidadania, PV, PTC, PP, Republicanos

Gustavo Mendanha tem a mais ampla aliança de partidos no país para as eleições 2020 conforme dados do repositório de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A coligação Aparecida Com Certeza é formada pelo MDB – partido do prefeito e do vice-prefeito, Vilmar Mariano – e mais 19 siglas, que juntos, formam a base de apoio para o projeto de reeleição do gestor municipal. Fazem parte da coligação os partidos PL,, PMN, Podemos, PSL, PSB, Patriota, PP, PTC, Republicanos, PMB, PSDB, PV, Cidadania, PT, Solidariedade, PCdoB e PDT. Com a desistência, de última hora, da candidatura a prefeito pelo deputado estadual Cairo Salim, o PROS decidiu apoiar o projeto de reeleição de Mendanha.

O registro de candidatura da chapa majoritária de Gustavo Mendanha e Vilmar Mariano, prefeito e vice-prefeito do MDB, respectivamente, que concorrerá as eleições de 15 de novembro, foi realizado no último dia 23 de setembro. Sobre os motivos que levaram a receber o apoio de tantos partidos. O emedebista explicou que desde que ocupou uma cadeira no Legislativo, sendo inclusive presidente da Casa por dois mandatos, buscou sempre fazer uma política de entrega de resultados.

“Eu fui vereador por dois mandatos. No Legislativo, aprendi a importância de ser conciliador. Na primeira vez que disputei a presidência da Câmara Municipal de Aparecida, a eleição foi bem acirrada. Na segunda vez, já tive o apoio de todos. Agora, à frente do Poder Executivo de Aparecida, tive o apoio da maioria dos partidos políticos, inclusive dos meus principais concorrentes na eleição de 2016 e com amplo apoio da Câmara, portanto, entendo que é natural receber o apoio da maioria dos partidos da cidade. Até porque faço política buscando entregar o melhor para a população”, pontuou Gustavo Mendanha que tem o apoio de 24 dos 25 vereadores e dos candidatos desta eleição, cerca de 500 apoiam o projeto do emedebista.

O candidato disse ainda que aprendeu com o ex-prefeito e ex-governador Maguito Vilela a buscar união e o espírito republicano. “Além de ser uma característica pessoal minha buscar a união de todos, eu também sigo a orientação do ex-prefeito e ex-governador Maguito Vilela em não fazer oposição ao governo estadual e nem ao governo federal. Assim, todos que querem ajudar Aparecida são sempre bem-vindos a minha base de apoio”, comentou Mendanha.

Governabilidade

Rogerio Barbosa, também é empresário e era tesoureiro do Avante70 e juntamente com Valter Nogueira, que era vice, apoiam a candidatura de Gustavo Mendanha e Vilmar Mariano

O coordenador de campanha da Coligação Aparecida Com Certeza, Ricardo Teixeira (Tatá), explica que uma coligação ampla facilita a governabilidade, já que o partido do atual prefeito, o MDB, terá o maior número de cadeiras na Câmara Municipal. “O prefeito Gustavo, ao construir uma coligação ampla, caso reeleito, deve ter facilidades para formatar uma base de apoio com a maioria na Câmara de Vereadores. Além disso, ao formar aliança, os partidos da coligação ajudam o candidato na elaboração de um plano de governo para o município, discutem questões pontuais da cidade e fazem campanha juntos. O MDB quer ouvir sugestões dos partidos aliados e considerar a participação de todos eles na administração pública do município, caso o prefeito seja eleito para o segundo mandato”. Tatá ainda ressalta que o candidato a vice na chapa, o presidente do Legislativo Municipal, Vilmar Mariano, é visto como um político equilibrado e com boa relação entre os pares, o que ajudou a ganhar o apoio dos partidos.