Projeto Trilhas da Longevidade busca assistir os idosos autônomos, que têm uma vida ativa, e aqueles que dependem da família e de instituições de acolhimento.

“Aparecida de Goiânia poderá ser referência nacional e até internacional em políticas públicas para qualidade do envelhecimento.”

Foi o que projetou na noite de terça-feira (24) o sociólogo Floriano Pesaro, de São Paulo, na palestra de lançamento do projeto Trilhas da Longevidade, que será executado pela Secretaria Municipal de Assistência Social.

Recepcionado em Aparecida pelo prefeito Gustavo Mendanha e pela primeira-dama e secretária de Assistência Social, Mayara Mendanha, Floriano palestrou no Anfiteatro Municipal detalhando o funcionamento do Trilhas da Longevidade, do qual é mentor.

Aparecida é o primeiro município em Goiás a executar o programa. O Trilhas da Longevidade se vale dos pilares família, pessoa idosa e cuidador de idosos para consolidar uma rede de assistência à terceira idade, visando a propiciar o envelhecimento de forma ativa e promover o acesso dos idosos ao poder público.

Na apresentação, Floriano Pesaro afirmou que “Aparecida de Goiânia é uma das cidades com melhor qualidade de vida no Brasil”. Ele classificou a gestão municipal como “extraordinária” e disse que, por isso, o município tem todas as condições de ser bem-sucedido no desenvolvimento do projeto.

O Trilhas da Longevidade envolve profissionais como assistentes sociais e psicólogos e líderes religiosos, que já acolhem pessoas idosas no dia a dia do trabalho nas igrejas.

Floriano ressaltou que o projeto proporciona ainda a proteção dos idosos contra violência física, sexual, patrimonial e psicológica. “Podemos lutar contra a indiferença, que é tão mortal quanto uma doença física”, citou o sociólogo. Ele também é escritor e ex-secretário do Desenvolvimento Social no município e no Estado de São Paulo.

O palestrante mencionou que um terço da população mundial é de pessoas idosas, sendo que o Japão é o país de maior densidade do público da terceira idade. Entre os desafios que o Brasil tem no acompanhamento do envelhecimento, Floriano analisou que o País precisa prover longevidade com qualidade considerando duas condicionantes: a quantidade de idosos e quão mais longevos eles estão ficando.

A secretária Mayara Mendanha afirmou que a atual gestão, desde o início da administração, tem um trabalho direcionado para a terceira idade. “Precisamos nos preocupar tanto com os idosos que têm uma vida totalmente ativa, quanto com os que dependem de suas famílias e de instituições de acolhimento”, sublinhou a gestora.

Trilhas da Longevidade tem uma trilogia para qualificar o cuidado com as pessoas idosas – Fotos: Rodrigo Estrela

Acompanhamento na retomada

Mayara adiantou que agora, com o Trilhas da Longevidade, o município, através da Secretaria de Assistência Social, capacitará os idosos na retomada gradual à normalidade após a pandemia de Covid. “Precisamos orientar as famílias e os cuidadores para que os idosos possam voltar às suas atividades”, acrescentou a secretária.

O prefeito Gustavo Mendanha enalteceu a participação de Floriano Pesaro no lançamento do projeto. “É importante buscar boas práticas para aprimorar mais a assistência às pessoas da terceira idade. Precisamos pensar em casas, abrigos para que, principalmente durante o dia, os idosos recebam esses cuidados”, declarou Gustavo.

A Câmara Municipal de Aparecida também acompanhou o lançamento do programa. Foi representada pelo vereador Isaac Martins (PL).

“É importantíssimo cuidar dos idosos, que são as pessoas que ajudaram a construir nosso município, nosso Estado e nosso País, e que contribuíram para o desenvolvimento do nosso intelecto”, concluiu Isaac.