O Ambulatório Multiprofissional de Aparecida de Goiânia (Amag), que realiza um serviço de excelência nas áreas de ortopedia e neurologia no município e realizou na manhã desta quarta-feira (24) uma palestra voltada aos pais e familiares de pacientes com transtornos do espectro autista (TEA).

Alguns dos mais renomados médicos, psicólogos e psicopedagogo do Estado de Goiás da área estarão explicando às famílias os novos métodos de tratamento, treinamentos para cuidadores, processo de inclusão das crianças e também informações a respeito de direitos dos pacientes. .

 “Nós temos uma equipe de psicólogos, fonoaudiólogos, psicopedagogos e terapeutas ocupacionais preparada para oferecer atenção especial a esses pacientes em nossas instalações. Mas muitas vezes os pais não sabem como realizar o tratamento de apoio em casa. A maioria das mães chegam desinformadas e carentes de informação. É nosso dever ajudar a treinar os pais para que se transformem em cuidadores e, desta forma, aprendam a trabalhar o processo de inclusão da criança. A primeira coisa é saber que elas têm direito a frequentar uma escola regular, por exemplo. Por isso resolvermos realizar esta palestra” – explica o médico neuropediatra Gilson Carlos Batista de Souza.

Gilson  explica que a equipe multidisciplinar do Amag atende pacientes das áreas de ortopedia e neurologia de média e baixa complexidade de diversas naturezas. Ao todo são mais de 300 pacientes que recebem toda a atenção devida.

 

“Hoje a amplitude de sintomas do espectro autista é muito grande. Diferente das crianças que nascem com a síndrome de down, por exemplo, os sintomas das crianças autistas muitas vezes não podem ser notados à primeira vista. E são crianças que muitas vezes acabam sofrendo preconceito. Sempre falamos aos pais que não adianta bater de frente com as pessoas, mas educá-las para a adequada socialização nos ambientes onde essa criança convive” – pontua.

Gilson Carlos esclarece ainda sobre a importância do diagnóstico precoce. “Antigamente só se fazia diagnósticos após os três anos de idade. Hoje temos critérios que avaliam sintomas de crianças a partir de um ano e meio. Alguns testes podem ser aplicados por médicos generalistas, antes de chegarem até nossa equipe multidisciplinar” – pontua o Gilson Carlos.

A sede da Amag fica na Avenida Barão do Rio Branco, qd. 34, Jardim Nova Era, em Aparecida de Goiânia.