Prefeitura inicia na segunda-feira, 15, isolamento social por lockdown regional para conter transmissão da Covid-19

Como parte da estratégia para reduzir o contágio da Covid-19 em Aparecida, o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus decidiu adotar o modelo de isolamento social intermitente por escalonamento regional na cidade

Foto: Arquivo-Secom

A portaria será publicada nas próximas horas e começa a vigorar já nesta segunda, 15 de março. A decisão foi tomada após avaliação do cenário epidemiológico da cidade 14 dias depois da suspensão das atividades econômicas não-essenciais iniciada em 1° de março. O mesmo modelo foi adotado entre junho e agosto de 2020 e obteve a adesão de 98% da população.

De acordo com os dados técnicos apresentados pelo secretário de Saúde de Aparecida e coordenador do Comitê, Alessandro Magalhães, a cidade encontra-se hoje no cenário laranja, ou seja, risco alto de contaminação. Com a cidade dividida em 10 macrozonas, com quatro macronas fechando duas vezes de segunda a sexta-feira e a cidade inteira fecha aos sábados a partir às 13 horas e no domingo o dia todo.

Na segunda feira, fecham as macrozonas: Vila Brasília, Buriti Sereno, Alto Paraíso e Cidade Livre. Terça-feira, fecham as macrozonas: Vila Brasília, Garavelo, Alto Paraíso e Zona da Mata. Quarta-feira é a vez das macrozonas do Garavelo, Centro, Zona da Mata e Expansul. Na quinta-feira ficam fechadas as macrozonas do Centro, Santa Luzia, Expansul e Papillon. Sexta-feira fecha as macrozonas do Santa Luzia, Buriti Sereno, Papillon e Cidade Livre. Todas as macrozonas fecham no sábado das 13h e no domingo o dia todo. Detalhes sobre as exceções poderão ser observados na portaria.

O resultado dessa estratégia será analisado após 7 dias, contados a partir de sua implementação. A intenção é aumentar o índice de isolamento social para reduzir a taxa de ocupação dos leitos de UTI e enfermarias.  O modelo de isolamento social intermitente de forma escalonada possui quatro cenários – verde, amarelo, laranja e vermelho tendo a cidade dividida por macrozonas, segue Matriz de Risco do Ministério da Saúde.