Fundada em  11 de maio de 1922, cidade que mais investe em tecnologia em Goiás, festeja com responsabilidade social quase um século de existência.

Fique em casa! É o que se recomenda  diante maior pandemia deste século. Neste sentido, a prefeitura de Aparecida preparou uma programação virtual para levar informação e lazer aos aparecidenses.

Pela manhã, na Cidade Administrativa, será feito o hasteamento de bandeiras do município, do Estado e do Brasil na com a presence do prefeito Gustavo Mendanha, vice-prefeito Veter Martins,  Arcebispo Dom Washington Cruz e o Bispo da Assembleia de Deus, Oídes José do Carmo. Após o hasteamento, os religiosos farão um sobrevoo ecumênico de helicóptero, abençoando toda a cidade.

A noite a principal atração será uma live com a transmission dos melhores apresentações musicais do “Aparecida é Show”.

Segundo o prefeito Gustavo Mendanha, a mudança na programaçâo tradicional dos festejos representa o compromisso da adm in nistração municipal em preservar vidas.

“Aparecida é uma cidade quase centenária, moderna, desenvolvida e ligada aos avanços tecnológicos. Estamos conscientes da pandemia em que é necessário evitar contato físico e aglomeração de pessoas, por isso a Prefeitura encontrou uma forma de celebrar o aniversário de Aparecida, a distância. Pois o aparecidense e todos aqueles que escolheram o município para viver sabem de todas as nossas conquistas durante todos esses anos e assim, temos muito o que comemorar. Portanto, não deixaríamos passar em branco”, disse  Gustavo Mendanha.

Na noite do dia 11 de maio um vídeo de dois minutos recontando a história da cidade e seu desenvolvimento nesses 98 anos será projetado nas paredes da Igreja Matriz, no Centro de Aparecida.

O local é o marco inicial da cidade, que nasceu em 1922 por meio da fé das famìlias dos pioneiros que habitavam as fazendas nesta região.

“Aparecida é hoje sinônimo de orgulho para ‘seus filhos’ e imigrantes, que no passado semearam trabalho, esperança e confiança. Hoje, todos colhemos os frutos plantados que colocaram a cidade em evidência na vitrine do desenvolvimento social e econômico” pontuou o  Gustavo Mendanha.

Cidade Digital para vencer o Covid19

Cidade Digital marca virada tecnològica em Aparecida

A crise do coronavírus é o desafio da década para empresas e  governos, pois vai exigir mudanças no modo de produzir, educar e organizar a sociedade. Neste contexto da nova economia, Aparecida de Goiânia sai na frente de todas as cidades goianas, graças a visão futurista do prefeito Gustavo Mendanha de implantar o conceito de cidade digital.

A primeira fase de execução foi  a implantação de mais de 500 quilômetros de redes de fibra ótica em toda a cidade, levando a construção de uma cidade conectada, universalizando todos os setores da administração pública e da sociedade, resultando em uma maior eficiência da gestão pública e melhor prestação de serviço de Educação, Saúde, Segurança, Meio Ambiente, Serviço Social, Trabalho e Renda, gerando desenvolvimento econômico e social para o município.

A parceria do município com a gigante chinesa de telecomunicações Huawei foi outro “golaço” do prefeito Gustavo Mendanha. A empresa é lider na tecnologia 5G, que proporciona maior conexão e interatividade na jnternet.

Fazendo a lição de casa, com controle da pandemia e mantendo os investimentos em saùde, educação e tecnologia, Aparecida caminha para carimbar o seu centenàrio em 2022 como uma das primeiras cidades no Brasil preparada para ingressar na Quarta Revolução Industrial, onde conhecimento, inovação e tecnologia andam lado a lado, para gerar melhores empregos e mais qualidade de vida aos aparecidenses.

História

As famìlias de José Cândido de Queirós, Abrão Lourenço de Carvalho, Antônio Barbosa Sandoval, João Batista de Toledo e Aristides Frutuoso suas mulheres e filhos se uniram na construção da igreja e deram inìcio as primeiras casas em Aparecida de Goiânia

Aparecida de Goiânia foi fundada em 11 de maio de 1922 sob o signo da fé, com a construção de uma capela – que hoje é a Igreja Matriz –  em louvor a Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil.

No correr das décadas a religiosidade dos aparecidenses se multiplicitou em muitos credos. Aos católicos se juntaram cristãos de outras doutrinas (batistas, pentecostais, evangélicos, espìritas, umbandistas) e aqueles que se referenciam nos ensinamentos de Buda, Moisés e Maomé.

Aparecida também multiplicou empresas, empregos, oportunidades. O municìpio tem a segunda maior população do Estado (600 mil habitantes) e o maior pólo industrial de Goiás.

Com 57 anos de emancipação política e 99 anos de fundação histórica, o município saltou nos últimos 10 anos de 6 mil empresas para cerca de 54 mil CNPJ’s ativos, entre indústrias, empresas e comércios, segundo informações da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

A partir da década de 1990, no século XX, a cidade buscou firmar sua base econômica na industrialização e gera hoje mais de 120 mil postos de trabalho em seus sete pólos industriais e empresariais.

Agora, neste  século XXI, a cidade mantém o dinamismo apostando na ciência e na tecnologia para alcançar novos patamares de desenvolvimento.

Parabéns Aparecida de Goiânia, terra de fé, esperança e prosperidade!