O governo do estado também lançou um projeto que visa modificar os procedimentos do Cadastro Rural Ambiental (CAR) sobre os territórios.

Por:   – Cuiabá (MT) – Em meio à pandemia do novo coronavírus, os professores Mena Iranxe, Tapaw e Matyty, do povo Myky (grupo Manoki), enfrentaram uma situação de violência policial no último dia 6 de maio. Eles, que estão no isolamento social para prevenir a Covid-19, saíram da aldeia Japuíra para caçar na Terra Indígena Menkü, território tradicional da etnia localizado no estado do Mato Grosso. Durante a caçada, os professores foram detidos por policiais militares por acusação de porte ilegal de armas, na Estrada Boqueirão, no oeste do Mato Grosso. O território é alvo de disputa agrária com posseiros e fazendeiros do agronegócio.

Ancião da etnia Myky com brigadista do PrevFogo, durante incêndio florestal no território, em 2019 (Foto cedida por Juliana Arini)

Leia também: