O presidente da Associação Brasileira de Produtores de Soja, Antonio Galvan, juntamente com o deputado federal bolsonarista Otoni de Paula (PSC-RJ) e o cantor Sérgio Reis, são alvo de busca e apreensão da Polícia Federal.

Galvan é uma das lideranças do agronegócio e tem se manifestado favoravelmente a Jair Bolsonaro no que diz respeito aos ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Mais cedo a PF esteve nas casas do deputado federal bolsonarista Otoni de Paula (PSC-RJ) e o cantor Sérgio Reis, que recentemente defendeu abertamente um golpe no país, são alvos de mandados de busca e apreensão expedidos pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

O magistrado autorizou 29 mandados no âmbito do inquérito que apura manifestações contrárias à democracia.

Em nota, a PF diz que “o objetivo das medidas é apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes”. (Com informações do Brasil 247)

 

Leia também:

Eduardo Bolsonaro volta a afrontar STF e clã silencia sobre Sergio Reis e Otoni de Paula

Moraes bloqueia redes sociais de Sérgio Reis e Otoni de Paula e impede que eles se aproximem da Praça dos Três Poderes