Olá leitoras e leitores,

“Quanto mais clareza se tem sobre a vida, menos será influenciado pelo externo que oprime a todo instante.”

Já ouviram falar em estoicismo?
É uma filosofia de vida criada pelo grego Zenão para ensinar que as emoções destrutivas resultam em erros de julgamento. Isso é, sofremos por querer controlar aquilo que não controlamos.
Com essa informação reflita sobre a seguinte pergunta: Eu controlo tudo?
Muitas pessoas me procuram com o seguinte questionamento: – André, posso controlar meus pensamentos?
O pensamento é a principal fonte dos nossos sentimentos, decisões e ações. Antes de querer controlar o pensamento, é importante entender qual tipo de pensamento que estou gerando nesse momento.
Se estiver com pensamento negativo, vai ter sentimento negativo e consequentemente uma decisão e ação negativa.
Ao contrario segue o mesmo processo. Se tiver pensamento positivo, vai ter sentimento, decisão e ação positiva.
Tudo pode estar de pernas para o ar, que a vida esteja estagnada e que nada da certo, isso é o externo fazendo de tudo para oprimir e impedir que avance agora se buscar pensar positivamente para encontrar soluções para mudar essa situação, não será influenciado e terá sentimento, decisão e ação positiva.
Outro ponto importante a se refletir é entender se ação que estou tendo é baseada em pensamentos que não são meus.
Como assim André?
Acabo fazendo coisas que as pessoas falam para serem feitas que não seja aquilo que desejo fazer, implantando pensamentos na minha mente fazendo acreditar que isso é meu, mesmo não sendo.
Quem já passou por isso?
Quem está vivendo dessa forma?
A neurociência fala que no fundo, nenhum pensamento é meu. Ele é gerado a partir de uma informação que recebo por diversos meios de comunicação e por pessoas.
Nesse momento a maneira que penso depende do tipo de família que nasci do tipo de pais que tenho do tipo de educação que foi passada, a sociedade que convivo e das experiências religiosas que aprendo.
Esses ambientes acabam transferindo pensamentos que influencia no meu sentimento na decisão e ação que acabo tomando.
Mesmo a realidade sendo essa, não posso viver dessa forma, sempre a mercê do que o sistema familiar, social e organizacional impõe para ser realizado.
Se não olhar de uma forma mais criteriosa sempre será influenciado por pensamento de outras pessoas. Sempre sucumbirá ao externo que vai reger a sua vida fazendo realizar coisas que não fazem sentido algum a sua vida.
E quando achar que errou ou sentir que algo não deu certo, a primeira ação a fazer é buscar alguém para culpar responsabilizando pelo seu fracasso sem querer assumir a sua auto responsabilidade.
Quando alguém implanta um pensamento foi porque você permitiu, porque aceitou o que está sendo falando.
Existe um ditado popular que é muito usado: Se Deus quiser!
Se fizer ou não, sempre vou esperar Deus querer. O grande problema é que nunca sabemos quando Deus vai realmente querer algo. Ficar esperando Deus querer ou não é uma armadilha terrível, pois acabamos acreditando nesse ditado popular e não crio ação alguma para construir algo e quando nada da certo vou colocar a culpa em Deus dizendo que ele não quis.
E onde fica a minha auto responsabilidade?
Quando se assumi as rédeas da própria vida, está criando oportunidade para viver uma filosofia religiosa, uma filosofia de bons hábitos, uma filosofia de alimentação e uma filosofia que acredito ser a mais importante, a de criar um ciclo de pessoas saudáveis que agregam valor a sua vida. Pessoas que vão ajudar a construir uma mentalidade vencedora para enfrentar o dia a dia.
Mas tudo isso só será possível, se você aceitar abrir o seu coração para as oportunidades ou não. Ser dono da sua mente é entender o que realmente quero para a minha vida. Quando se tem isso bem claro, irá criar um propósito de vida onde direcionará seus objetivos.
Se estiver cercado de pessoas negativas esperando se Deus quiser, vai alimentar a sua mente de pensamentos negativos e ela se tornará a seu maior inimigo.
Estava vendo um comercial onde tinha uma garrafa de água e outra de refrigerante, com a seguinte frase: Água sim. Refrigerante não.
Foi passado um pensamento de que a água é saudável e o refrigerante não.
Se estiver vivendo uma órbita de bons hábitos e entendimento sobre o que está ao seu redor, saberá que beber água vai ajudar a fortalecer o seu corpo equilibrando a mente para poder ter boas ações.
Agora se não estiver nessa sintonia, vai acabar criticando água, pois está implantado na sua mente que o refrigerante mesmo fazendo mal é gostoso e saudável.
Por isso como Zenão dizia: Só posso controlar aqui que depende de mim, não controlo o que as outras pessoas falam e fazem.

 

André Soares

Coach | Escritor

[email protected]

Instagram: @andresoares_coach