Na semana passada, tive a oportunidade de falar sobre o seguinte tema: Seu caminho é a sua decisão (https://www.onzedemaio.com.br/andre-soares-seu-caminho-e-a-sua-decisao/), do qual entendo que a vida que estou vivendo é a decisão que tomei. Se foi boa ou ruim, foi a decisão que tomei para seguir em frente.

E para isso acontecer, preciso entender a necessidade de replanejar e reorganizar a minha vida justamente porque, quando não consigo o que desejo, a grande tendência é desistir, ou seja, deixar passar e não buscar fortalecer a mente para continuar buscando o que desejo.

A grande pergunta é:

Quantas vezes você desistiu no meio do caminho?

Quantas vezes você não sentiu vontade de seguir em frente?

Quantas vezes você perdeu a energia para continuar?

Essa dúvida normalmente acontece quando deixo de acreditar no meu potencial. Começo a duvidar de tudo que estou fazendo, achando que não sou capaz de mais nada.

O questionamento serve para realizar uma reflexão profunda das minhas atitudes. Se o que planejou não está funcionando, então chegou a hora de dar uma parada, respirar, organizar os pensamentos, replanejar e aí sim voltar a se movimentar.

Um ponto que traz a dúvida sobre a nossas decisões, é o fato de passar dias bons e ruins, momentos alegres e tristes e não compreender que essas situações são emoções que vivemos constantemente. As emoções fazem parte da nossa vida. Com certeza não vou viver 30 dias bons ou ruins, agora o mais importante é saber como lidar com essas emoções tanto boas como ruins.

Por esse motivo preciso ter clareza sobre o que vem acontecendo ao meu redor. Como estou me relacionando com as pessoas, como estou no meu trabalho e como estou no meu ambiente familiar.

Ao olhar ao redor vou entender o quanto estou sendo influenciado ou não pelo externo. O quanto as pessoas estão influenciando na minha decisão.

Existe uma palavra que gosto de usar muito nesse momento de olhar ao redor, é hackear. No dicionário aparece com o significado de busca de dados pessoais.

E é isso que quero trazer para essa reflexão. Para me replanejar, preciso hackear a vida. Buscar dados em minha vida que não estão funcionando para poder melhorar e buscar dados que estão funcionando, para ajustar e continuar evoluindo em direção à minha jornada.

Mas como assim, o externo me pressiona a tomar decisões?

Sim, constantemente sou pressionado a tomar decisões que as pessoas querem que tome. Por esse motivo, é importante hackear a vida e entender até onde estou realmente fazendo algo que faça sentido para a minha vida, que traz alegria e que aproxima do meu propósito de vida.

Um exemplo: você tomou a decisão de comprar um livro. Já escolheu o título, o autor e está pronto para comprar. De repente você ouve alguém falar que esse livro não é bom, que o autor é uma droga e, com certeza, vai jogar dinheiro fora.

Na dúvida você pergunta para a pessoa: – Já leu esse livro? – Não nunca li, mas já ouvir falar que não presta.

Nesse momento a dúvida é gerada e aí começa a encontrar desculpas para alimentar ainda mais a dúvida de comprar o livro. A o preço é muito caro, acho que o título realmente não é o que desejo, a capa não é dura.

Vou encontrar muitos defeitos para justiçar a mudança de decisão influenciada pelo externo.

Por esse motivo que hackear a vida é entender o que vem acontecendo ao seu redor. Como está a minha vida:

No meu ambiente?

No meu relacionamento?

No meu pensamento?

Na minha mente e corpo?

Hackear a vida é entender que tudo influencia e, sabendo disso, qual a estratégia que vou usar para seguir em frente?

Hackear a vida é ir lá no fundo, lá na raiz do problema. É investigar tudo aquilo que está fazendo bem ou mal em minha vida.

É descobrir aquela dor que faz sofrer constantemente.

Quando descobri a origem de tudo isso, adaptei novos hábitos na vida: Mudei aquilo que não vinha surtindo efeito e comecei a exercitar esses hábitos que iriam fortalecer a mente e corpo.

A mudança na vida é de dentro para fora. Não adianta ficar esperando o mundo mudar para que eu possa mudar. As pessoas só mudam quando elas sentirem a necessidade de mudar. Ninguém muda ninguém.

Nesse momento entra o replanejamento para buscar os novos hábitos como:

Alimentar-se melhor.

Exercitar-se melhor.

Relacionar-se melhor, para ter um ciclo de pessoas que possa agregar valor.

Desta forma, vou buscar aquilo que irá me fazer seguir em frente, na direção que realmente desejo para viver uma vida de satisfação.

Ao hackear a vida, irá deparar com os seguintes questionamentos:

Por que não estou conseguindo fazer o que desejo?

Por que a minha vida não está evoluindo?

Por que todo mundo consegue e eu não?

Quando existe esse questionamento, é porque a necessidade de mudar a rota da vida é de extrema necessidade. Implantar os novos hábitos é uma questão de urgência.

E mesmo assim ainda pode surgir a dúvida: Por que preciso criar novos hábitos?

Os novos hábitos só são criados se eu quiser. Se realmente sentir que a minha vida está ruim, que preciso mudar, então vou criar esses novos hábitos. Mas se continuar achando que a vida está tudo bem, então não vou criar a necessidade de mudar algo.

No momento de hackear a vida, preciso ser honesto comigo mesmo. Senão, vou ficar contando historinha para mim mesmo e assim mascarar a real situação que estou vivendo.

Assumir verdadeiramente com pulsos firme as rédeas da minha vida.

Pensando dessa forma, vai sentir a necessidade de mudar. E para replanejar essa mudança, vai precisar mudar a rotina que vem vivendo nos dias atuais.

Ao acreditar que a mudança é de dentro para fora, estará impactando a sua própria vida que começa a fazer sentido.

Criando os novos hábitos com ele vêm: os novos resultados, as novas rotinas, novos exercícios, nova mentalidade, novo modo de viver a vida. Uma vida mais hiper produtiva e satisfatória em todos os campos da vida, fortalecendo o interior e com certeza o externo não vai mais influenciar e nem ditar as regras a seguir.

Proteja a sua força de vontade, pois ela é perdida a cada decisão tomada.

Gastamos a mesma energia para dizer que vou fazer ou para dizer que não vou fazer. Por isso reflita, de que forma vem gastando a sua energia?

Manter o nosso corpo cuidado (exercícios e alimentação) é uma obrigação. Caso contrário não será capaz de manter a mente forte e clara.

Por isso que hackear a vida é entender o que está acontecendo ao meu redor para replanejar a vida e buscar a mudança de avançar dia a dia.

 

André Soares
Coach |Escritor

André Soares Santos, formado em Economia, Análise de Sistema, Jornalismo e Marketing. Atualmente, atua no grupo André Soares Coach como CEO, realiza palestras motivacionais, é Life Coach, focado no encorajamento, motivação e amor pela VIDA. Ensina técnicas que facilitam o aprendizado, tornando o indivíduo mais resiliente, com maior bem estar no trabalho, menor suscetibilidade á depressão e maior adaptação às mudanças que a vida nos proporciona.

andresoares.antar[email protected] instagram: @andresoares_coach