Olá leitoras e leitores do Jornal Onze de Maio.
Já venho algum tempo falando sobre esse assunto, que a mente é o nosso maior inimigo.

A maior batalha a ser enfrentada nunca está no externo, essa batalha é realizada dentro da mente, do nosso interior.
A mente é tão ardilosa que acaba criando vários artifícios para fazer com que não me arrisque, não busque solução para o problema, não veja a necessidade de mudar e, desta forma, ficando na zona do conforto.
Assim, acabo vivendo a mesmice sem conquistar algo na vida.

Quando sou perguntado sobre o que é a mente, sempre digo que a mente é a maior fonte de energia positiva que temos quando consigo comandar os pensamentos. Desta forma, não posso deixar que a mente torne a minha inimiga.

Como a mente pode se tornar inimiga? Quando carregamos nossos pensamentos de raiva, ódio, magoa, rancor, de pensamentos do passado, pensamentos futuros, pois assim estamos nutrindo a mente de energia negativa, que vai tirar toda a vontade de viver.

Ao usar nossa mente como inimiga, criamos doenças justamente pelo fato de pensar negativamente. A grande questão do pensamento negativo é que, no final, tomamos uma decisão negativa e, consequentemente, temos uma ação negativa.

Por isso preciso entender quem sou o que realmente eu quero e o que estou fazendo para alcançar meus sonhos.

Para ser dono da mente, preciso compreender que a mudança é de dentro para fora e não devo ficar esperando que as pessoas mudem para que eu possa mudar.

Aprendi com a física quântica que sou aquilo que atraio para a minha vida. E que a nossa atração é gerada pela mente, que são os pensamentos. Por isso somos um grande ímã. Tudo parte de nós para nós mesmos.

Com essa definição, acaba caindo por terra a teoria que aprendemos durante toda a vida, que fala que as pessoas fazem o mal ou fazem o bem para uma pessoa. Na realidade sou eu mesmo que faço isso. Se tiver pensando só coisas ruins, irá atrair isso para a vida. Se estiver com pensamentos bons, vai atrair coisas boas para a vida.

Tudo que acontece na minha mente vai para o meu corpo, e o que acontece no meu corpo vai para a minha mente.

Seguindo esse raciocínio, não adianta ficar torturando-se com pensamentos negativos, pois irá afetar e prejudicar o corpo. Acaba descontando todo esse descontrole na comida ou em algum outro vício.

Nesse momento precisamos fazer o seguinte questionamento: Para onde as minhas ações estão me levando?

Um fator que ajuda a manter a mente positiva é trabalhar o sentimento do perdão.
Ou seja, não é perdoar as pessoas, mas perdoar a si mesmo. Perdoar o ressentimento, o ódio que sente, a raiva que tem, perdoar o que deixou de fazer, o que fez, perdoar a vida que vem levando até o momento.

Perdoar pensamentos negativos alimentandos diariamente. Perdoar a tortura que vem fazendo com o corpo. Perdoar as derrotas vividas.

Perdoar a si mesmo sem medo de ser feliz.
O perdão torna a mente amigável e assim será o maior aliado que posso ter para seguir a minha jornada. Com o perdão nos tornamos dono da mente.

Imagine sendo dono de uma empresa onde trata mal os funcionários. É mal educado, não dá atenção, sempre grita com as pessoas. Agindo dessa forma, logo vai se tornar inimigo dos funcionários.

Outro exemplo mais próximo é o tratamento com o filho. Se não tiver tato com o crescimento, adolescência e juventude, com certeza o filho vai se tornar o maior inimigo.
Com a nossa mente é a mesma coisa.
Normalmente, só damos conta disso tudo quando algo acontece. Enquanto não sentir a necessidade de mudar, vou levando com a barriga naquele chove não molha, que acaba no tanto faz como tanto fez.

Claro que existe o outro lado da moeda. Quando você conecta a sua vida com aquilo que você realmente quer, vai subir de nível sempre. Essa subida vem atrelada às dificuldades ultrapassadas, às vitórias conquistadas. Quanto mais vencer, mais forte a mente se torna.

Se olhar as dificuldades como algo negativo, vai nutrir a mente negativamente. Precisamos olhar as dificuldades como oportunidades de vencer, de mudar, de ser um ser humano melhor.

Encarar a vida com amor e alegria.
Posso ter boas intensões, mas se o pensamento for negativo, tudo ao meu redor será negativo.

Em 1934, Adolf Hitler, quando estava em Hamburgo, foi perguntado por que ele estava levando pessoas para a câmara de gás?
A resposta foi curta e direta: – Estou cumprindo o dever dos meus ancestrais.
Acredito que ele não estava mentindo quando disse isso, pois ele acreditava fielmente no que estava falando, que era manter vivo o pensamento dos seus ancestrais.

Esse pensamento é o mais perigoso que existe, quando quero fazer algo, mas digo que estou fazendo porque é para agradar outras pessoas. Desta forma você se afasta dos seus objetivos e justifica suas ações dizendo que é para realizar os sonhos de outras pessoas.

A mente será empoderada com as nossas ações.

Desta forma, afirmo e reafirmo que sou um grande ímã que atrai aquilo que desejo para minha vida.

Afaste a mente de pessoas que não agregam valor, assim irá curar os pensamentos com esperança, amor e alegria.

Uma frase que carrego para a minha vida:
Você é a média das cinco pessoas que convive.
Olhe o seu círculo de convivência: está sendo um círculo vicioso ou está sendo um círculo de aprendizado e mudança?

André Soares
Coach | Escritor
[email protected]
Instagram: @andresoares_caoch