Venho refletindo muito sobre tudo o que estamos passando nesse momento. Tenho conversado com muitas pessoas para ampliar a consciência e assim buscar fortalecer cada dia mais as convicções e seguir em frente.

Em março, escrevi um artigo falando sobre NOVOS TEMPOS (https://www.onzedemaio.com.br/andre-soares-novos-tempos/ ), sobre como estamos vivendo, mas, na realidade, acredito que estamos vivendo esses novos tempos já há muito tempo e não estávamos nos dando conta.

Com a chegada do Covid-19, muitos já entenderam isso, mas ainda existem muitos que não se deram conta sobre esse assunto.
Para criar esse entendimento e assim compreender esse momento que estamos vivendo, precisamos olhar para dentro de nós mesmos e buscar uma conexão com o nosso verdadeiro EU.

Quando busco o meu verdadeiro EU, é para não me transformar naquele fantoche que fica sendo puxado de um lado para outro, sobrevivendo a cada dia diante das circunstâncias criadas por outras pessoas. Olhar para o interior é buscar a clareza para poder viver um dia de cada vez, superando as dificuldades existentes.

Escrevi uma tese que fala sobre três pilares, sendo que um deles é o ser humano e o universo: somos o micro cosmo desse macro cosmo. Fazemos parte dessa rotação do universo que gira de uma forma única, criando energia a todo o momento initerruptamente.
O nosso verdadeiro EU é conectado com esse universo. Muitos acreditam que não fazemos parte dessa energia gerada pelo universo, mas somos sim. Por isso, quando nos conectamos com o universo, tornamo-nos um ímã, o qual atrai tudo aquilo que desejamos e pensamos.
Por esse motivo, é importante buscar aquilo que realmente faz sentido para fortalecer o EU interno. É nesse momento que precisamos adquirir a clareza de entender que somos a média das cinco pessoas que convivemos. Se estiver rodeado de pessoas negativas, frustradas, derrotadas, é nessa energia que você está conectado.

Ser honesto com você mesmo abre a porta para vivenciar novas oportunidades na vida com outras pessoas ao seu redor.

Ao abrir a porta para essas novas oportunidades, deixará de vivenciar aquela falsa sensação de uma vida realizada, uma vida mais ou menos, para viver o máximo fazendo o seu melhor dentro da sua verdade.

O universo faz tudo girar dentro da ordem. As plantas crescem e não percebemos, mas sabemos que ela irá crescer. É assim com a energia que geramos dentro de nós. Sabemos que tudo é energia positiva e negativa, mas muitas vezes queremos culpar as pessoas ou a circunstância que estamos vivendo.

Quando busco o meu verdadeiro EU, quando olho para dentro de mim e para as minhas ações, conecto-me com essa energia que o universo cria e que faz parte da minha vida.
Se estiver vivendo uma vida de sobrevivência, com certeza fluirá uma energia negativa, que fará pensar sempre que tudo está ruim e nada está bom. Mesmo que esteja fazendo coisas boas, sempre terá a sensação de que nada está dando certo.

Vou dar um exemplo para perceber facilmente isso que acabei de citar, gerando uma falsa ilusão na vida.

Perceba quando é perguntado para você: – Você está bem?

Normalmente a resposta é sempre a mesma: – Sim, está tudo ótimo.

Mas lá no fundo sabe que não está. Só fala que está tudo bem para não ter que falar sobre o assunto ou para não dar trela à pessoa que perguntou.

Isso acontece porque você está querendo enganar a si próprio ou agradar as pessoas que estão ao seu redor?

Essa falsa realização faz com que giremos contra o movimento do universo. Enquanto o universo gira, ficamos parados reclamando de tudo.

Precisamos desafiar as nossas circunstâncias e ir em busca do que realmente desejamos para nossa vida, e não ficar procurando justificativa na vida das pessoas, culpando-as pelo fato de não estar vencendo. Olhar para dentro de si é ter a coragem de avançar.

Repito isso constantemente porque o nosso cérebro funciona por repetição, quanto mais repete mais ele grava.

E quando não achamos, o que conseguimos mudar?

Isso acontece porque vivemos padrões de vida. Fomos criados em cima de uma verdade que não mais faz sentido hoje. Fomos criados para não vencer, para reclamar constantemente.
A mudança de padrões acontece quando crio coragem para criar novos hábitos para a vida.

Ter a coragem de abandonar velhos hábitos que não estão fazendo bem.

Com a criação dos novos hábitos você vai enxergar a sua verdade para viver o seu novo EU, o qual terá clareza para tomar as decisões necessárias e seguir em frente para atingir o sonho que deseja.

Quando se toma decisões difíceis você cresce, muda e aprende.

Quando se toma decisões difíceis vai doer, vai doer, mas a dor vai fazer você crescer.
A dor vai fazer você enfrentar aquilo que não é óbvio.

Esse processo vai trazer a confiança. Muitos acham que a confiança é algo impossível de adquirir, mas quando se tomam decisões, entram em ação e conseguem o resultado, a confiança surge como um raio na vida.

Falando assim parece tudo fácil de acontecer, mas a realidade é que poucos têm a coragem para enfrentar o seu verdadeiro EU e buscar a sua felicidade.

Para romper essa limitação, precisamos nos arriscar mais. Quando você se arrisca, mesmo com medo, irá romper o padrão da inércia.
Mesmo com tudo isso eu ainda tenho medo da mudança.

Gosto muito de dizer que a coragem não é a ausência de medo, mas, mesmo com medo, ter a coragem de seguir em frente. E seguir não para qualquer lugar, mas seguir para onde deseja. Não seguir pessoas, seguir o seu sonho.
Ao seguir em direção dos seus sonhos, tudo vai conspirar contra e, nesse momento, irá surgir a dúvida sobre as decisões tomadas. Por esse motivo precisa organizar, criar liderança, ter autoconhecimento para que efetivamente possa fortalecer a confiança e a clareza de enfrentar as adversidades.

Tudo é um processo de evolução, de mudança constante. Desta forma não deixe de questionar as suas decisões como:

Por que estou fazendo isso?
Aonde isso vai me levar?
Isso é bom para minha vida?
Isso é o que eu quero?

Quando criamos esses questionamentos, quebramos os padrões e damos início à reinvenção. Reinventar a vida que vem levando. Aquela vida que não lhe está levando para lugar algum.

Dentro de nós existem dois mundos:
Expectativa – o mundo criado pela nossa mente. O mundo do emprego ideal, o mundo da segurança, da família perfeita, uma vida repleta de ilusões. A vida que sempre quis viver.

Realidade – o mundo criado pelo ser humano. Onde não se convive com a ilusão, mas onde existe a insegurança e o medo. Mas dentro da realidade, existe também a sua arte, as suas conquistas, as suas decepções, suas dores e o poder de mudar aquilo que não lhe faz feliz.
Dentro da realidade vamos tomar as decisões difíceis que vão causar dor, mas vão nos fazer sair da zona de conforto.

Fomos criados para não sentir dor e nem nos arriscar, mas sim para que alguém nos proteja e faça tudo por nós.

Por esse motivo quando você olha para dentro de si mesmo, irá sentir dor, pois terá que enfrentar aquilo que não quer enfrentar, o seu EU verdadeiro.

Se ficar buscando resposta no seu externo, mais se afastará do seu interior. Irá se afastar de você cada vez mais.

Ao se aproximar do seu interior, vai abrir as portas de infinitas possibilidades na vida. Verá que o mundo é muito maior que os problemas que está vivendo.

Não seja uma pessoa de padrões e nem de rótulos. Seja uma pessoa de essência de infinitas possibilidades.

 

André Soares
Coach |Escritor

André Soares Santos, formado em Economia, Análise de Sistema, Jornalismo e Marketing. Atualmente, atua no grupo André Soares Coach como CEO, realiza palestras motivacionais, é Life Coach, focado no encorajamento, motivação e amor pela VIDA. Ensina técnicas que facilitam o aprendizado, tornando o indivíduo mais resiliente, com maior bem estar no trabalho, menor suscetibilidade á depressão e maior adaptação às mudanças que a vida nos proporciona.

andresoares.antar[email protected] instagram: @andresoares_coach