Conforme as investigações, 25 empresas do setor madeireiro são suspeitas de cometer irregularidades no Documento de Origem Florestal (DOF).